Posts Tagged ‘plantio direto’

S√≠ntese: “Solos Inteligentes: um complexo desafio para seguran√ßa alimentar e sa√ļde humana”

segunda-feira, dezembro 11th, 2017

solosdegradados_sustentabilidade_sementespirai

A IV Reuni√£o Nordestina de Ci√™ncia do Solo (RNCS), que aconteceu entre 27 e 30 de novembro em Teresina/PI, trouxe v√°rias discuss√Ķes no formato de confer√™ncia. Uma delas foi a que abriu o evento, ministrada pelo pesquisador Luiz Fernando Leite, chefe geral da Embrapa Meio-Norte com o mote: “Solos Inteligentes: um complexo desafio para seguran√ßa alimentar e sa√ļde humana”.

O pesquisador pontuou o cen√°rio de degrada√ß√£o dos solos pelo mundo, conforme aponta a FAO (Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas para a Alimenta√ß√£o e a Agricultura): 50% das terras agricult√°veis est√£o comprometidas com algum n√≠vel de degrada√ß√£o. O custo para sua recupera√ß√£o, por meio de fertilizantes, ultrapassa a casa dos 200 bilh√Ķes de d√≥lares/ano. (mais…)

Artigo РPlantas de cobertura: O que é isto?

sexta-feira, novembro 10th, 2017

 ______________________________________________________

Obs: O texto de hoje √© uma reprodu√ß√£o integral do excerto de Fernando Mendes Lamas, da Embrapa Agropecu√°ria Oeste. Agradecemos e creditamos ao Fernando todo o conte√ļdo textual postado abaixo.

Fernando Mendes Lamas (.)
Embrapa Agropecu√°ria Oeste

_______________________________________________________

Cr√©dito da Imagem: Clenio Ara√ļjo.

Cr√©dito da Imagem: Clenio Ara√ļjo.

Como o nome j√° diz, as plantas de cobertura t√™m a finalidade de cobrir o solo, protegendo-o contra processos erosivos e a lixivia√ß√£o de nutrientes, por√©m n√£o se limitando a isso, j√° que muitas s√£o usadas para pastoreio, produ√ß√£o de gr√£os e sementes, silagem, feno e como fornecedoras de palha para o sistema de plantio direto. T√£o importante quanto a parte a√©rea das plantas de cobertura, s√£o as ra√≠zes das mesmas. Os efeitos das ra√≠zes na produtividade agr√≠cola, ainda s√£o pouco reconhecidos, embora seja sabido sobre sua import√Ęncia na constru√ß√£o do perfil do solo.

(mais…)

Por que utilizar plantas de cobertura no sistema soja-milho-algod√£o?

segunda-feira, setembro 25th, 2017

plantascobertura_algodoeiro_sementespirai

A resposta para essa pergunta de bate-pronto seria economia. Sim, economia! A Embrapa Algodão vem estudando a incorporação de plantas de cobertura nesse sistema de plantio e indica que a redução de custos pode chegar até 200 dólares por hectare plantado. Transformando em reais, a economia passaria de R$600,00. Isso porque a adoção de plantas de cobertura diminui o uso de fertilizantes, defensivos e nutrientes.

Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira, pesquisadora da Embrapa, pontua que o desenvolvimento das plantas de cobertura acaba competindo com o das ervas daninhas. (mais…)

Cuidar do solo n√£o pode mais passar desapercebido pelo agricultor!

terça-feira, setembro 27th, 2016
Solo bem cuidado √© sin√īnimo de produtividade e seguridade na continua√ß√£o da atividade agr√≠cola - Imagem: Divulga√ß√£o.

Solo bem cuidado √© sin√īnimo de produtividade e seguridade na continua√ß√£o da atividade agr√≠cola – Imagem: Divulga√ß√£o.

A agricultura brasileira é conhecida pela sua diversidade, pela sua produtividade e também pelas variadas tecnologias que possibilitam a evolução do setor. Porém, tantos pontos positivos podem ser aniquilados rapidamente se um fator for desconsiderado: o cuidado com o solo! O alerta é do técnico agrícola, Marcos Antonio Trost.

Ele diz que o agricultor preocupado com o insumo b√°sico da sua produ√ß√£o deve come√ßar sua a√ß√£o procurando saber em que tipo de solo cultiva, realizando a coleta da terra para posterior an√°lise de suas condi√ß√Ķes f√≠sicas e qu√≠micas, que o nortear√° no processo de corre√ß√£o e melhoramento do solo. Tal a√ß√£o √© de suma import√Ęncia para manter viva, e crescente, a renda do produtor.

Somente entendendo as necessidades do solo é que o produtor poderá agir com eficiência para cuidar e prepará-lo da melhor forma possível, pontua Trost. Outro ponto relevante está no sistema de cultivo adotado pelo produtor. Por exemplo, para o sistema plantio direto é necessário estruturar o solo adequadamente, visando melhorar sua aeração, o desenvolvimento das raízes e contribuindo para a melhor infiltração de água nos períodos chuvosos.

O t√©cnico tamb√©m observa a import√Ęncia da cobertura de solo para prevenir a eros√£o, o desequil√≠brio do meio ambiente do solo e o poss√≠vel aparecimento de pragas e doen√ßas, dentre outros benef√≠cios. Marcos pontua que s√£o os pequenos detalhes, que comumente passam desapercebidos,¬† que fazem a diferen√ßa pensando na continuidade na atividade de maneira sustent√°vel e lucrativa.

Fonte: Folha do Mate

Viva, solo vivo!

Manter o solo vivo, produtivo, saudável, longe de pragas e doenças, da ação da erosão, dos ventos e da radiação solar é função da adubação verde, você sabia?

Pois bem, os benefícios da adubação verde podem ser observados em variadas culturas como grãos, algodão e cultivares irrigados.

Clique aqui e conhe√ßa o universo da aduba√ß√£o verde apresentado pela Sementes Pira√≠, nossa adubadora. Firme seu compromisso em manter seu solo vivo de forma sustent√°vel e claro, econ√īmica: seja um adubador verde ;)

 

Plantio Direto reduz o custo do preparo do canavial!

sexta-feira, julho 29th, 2016

Se a área está compactada, tem que revolver o solo para eliminar a compactação

Exemplo Sistema Plantio Direto de cana-de-a√ß√ļcar em sucess√£o/rota√ß√£o com leguminosas - Imagem: Oswaldo Siroshi Tanimoto/Revista Plantio Direto.

Exemplo Sistema Plantio Direto de cana-de-a√ß√ļcar em sucess√£o/rota√ß√£o com leguminosas – Imagem: Oswaldo Siroshi Tanimoto/Revista Plantio Direto.

O Plantio Direto promove o menor revolvimento possível. Se tem área que não está compactada, pode-se fazer o Plantio Direto. Se a área está compactada, tem que revolver o solo para eliminar a compactação. Quando se faz a canteirização, se define a faixa de exploração da cultura e a faixa de tráfego. Sempre se transita com as máquinas naquela faixa. Quando vai renovar o canavial, a faixa de exploração da cultura não está compactada, pois se compactou somente na faixa de tráfego. Aí pode fazer o plantio direto no mesmo local que estava plantado anteriormente. Mas se há o pisoteio generalizado, como é comum hoje, não pode fazer o Plantio Direto, porque tem que revolver o solo, eliminar a compactação e isso não permite o Plantio Direto.

Este sistema é um dos recursos para diminuir o prejuízo ou aumentar o lucro, porque diminui o custo de preparo. Se não tem a compactação, significa que esse canavial não foi prejudicado nos anos anteriores. Quando se fala em Plantio Direto, provavelmente se fala deste sistema aplicado em cereais, que já não usa mais arado, grade ou subsolador, porque surgiram procedimentos que permitem não compactar o solo. Além disso, a colheita do cereal nunca é feita em época de chuva. Se está chovendo, não se colhe, evitando a compactação. Já em cana, algumas horas depois da chuva as máquinas já estão colhendo.

Jos√© Alencar Magro, consultor agron√īmico

______________________________________________________________________

Obs: O texto de hoje √© uma reprodu√ß√£o integral do excerto de Clivonei Roberto, da Revista CanaOnline.¬†Agradecemos e creditamos √† Revista CanaOnline todo o conte√ļdo textual postado acima.

______________________________________________________________________

Vamos falar mais pouquinho sobre o canavial…

E os benefícios que a adubação verde pode oferecer a ele. Quer saber quais?

  • Prote√ß√£o e cobertura do solo, impedindo os efeitos da eros√£o e radia√ß√£o solar e o desenvolvimento de ervas daninhas;
  • Rota√ß√£o de culturas, intensificando a vida biol√≥gica do solo e reduzindo a incid√™ncia de nematoides fitoparasitos;
  • Produ√ß√£o de biomassa, suprimento de mat√©ria org√Ęnica, aumento da capacidade de armazenamento de √°gua e recupera√ß√£o de solos degradados;
  • Sistema radicular profundo, ajudando na descompacta√ß√£o, estrutura√ß√£o e aera√ß√£o do solo e reciclagem de nutrientes lixiviados e libera√ß√£o de f√≥sforo fixado.
  • Redu√ß√£o do assoreamento de sulcos de plantio, evitando o replantio;
  • Fornecimento de nitrog√™nio fixado direto da atmosfera, reduzindo aduba√ß√£o nitrogenada do plantio;
  • Permite o plantio de cana-de-a√ß√ļcar enquanto aguarda a colheita de gr√£os, soja ou amendoim.

Agora que voc√™ tem uma palhinha do que a aduba√ß√£o verde faz pela reforma ou implanta√ß√£o do canavial, acesse o Canavi√°vel, site da Sementes Pira√≠ dedicado √† cultura da cana-de-a√ß√ļcar, e eleve sua produ√ß√£o ao patamar da sustentabilidade e rentabilidade, tornando-se um produtor adubador do futuro!

 

Dia de Campo sobre manejo de solo e √°gua auxilia agricultores no RS!

sexta-feira, julho 29th, 2016
Agricultores na propriedade da família Conti durante o Dia de Campo - Imagem: Emater/RS.

Agricultores na propriedade da família Conti durante o Dia de Campo РImagem: Emater/RS.

A Emater/RS-Ascar realizou no final de maio um dia de campo sobre manejo e conserva√ß√£o de solo e √°gua para fam√≠lias rurais da comunidade S√£o Roque, em Tuparendi. A maioria do p√ļblico √© benefici√°ria da Chamada P√ļblica da Agroecologia. O dia de campo tamb√©m contou com um balan√ßo das atividades realizadas at√© o momento pela Chamada, planejando o futuro da a√ß√£o para 2017.

O dia de campo apresentou, por meio dos engenheiros agr√īnomos da Emater, alguns esclarecimentos sobre plantas de cobertura de inverno e ver√£o e sua import√Ęncia na a√ß√£o de recupera√ß√£o e melhoria das condi√ß√Ķes naturais do solo em lavouras anuais e perenes. Outro ponto destacado pelos profissionais foi o sistema integrado de pr√°ticas de conserva√ß√£o do solo.

Outros temas abordados foram a descompactação do solo, rotação de culturas e o terraceamento em plantio direto. Uma das propridades está servindo de base para as práticas demonstradas. A produção do senhor Estefano Cappellari tem uma área demonstrativa com plantas de cobertura de inverno e posteriormente, verão. Com os primeiros resultados observados, outros dias de campos serão realizados para apresentar o andamento das propostas para os agricultores.

A propriedade da fam√≠lia Conti foi outra que abriu espa√ßo para mostrar as atividades pr√°ticas desenvolvidas pela Emater, como o quadro de ra√≠zes de 11 culturas, como sorgo, milheto e aveia-preta. A inten√ß√£o do Dia de Campo foi provocar os agricultores a tirarem suas d√ļvidas sobre as pr√°ticas de conserva√ß√£o, objetivando sua ado√ß√£o e evitando assim, problemas com a eros√£o, que devasta o solo e contribui para a perda de √°gua.

Fonte: Agrolink.

Plantas de cobertura: saiba mais!

Você sabia que as tais plantas de cobertura podem ser os adubos verdes?

Pois bem, essas plantas possuem características recicladoras, recuperadoras e melhoradoras do solo, reavivando seu potencial produtivo natural, implicando em benefícios diretos e indiretos para a própria lavoura e o meio ambiente.

Conhe√ßa todos os adubos verdes e suas fun√ß√Ķes acessando a EcoSeeds, loja virtual de sementes para aduba√ß√£o verde da Sementes Pira√≠. Informe-se e inclua no seu pr√≥ximo ciclo produtivo os benef√≠cios da aduba√ß√£o verde e entre para o time dos produtores parceiros da sustentabilidade.

Por que sim para as culturas de inverno?

sexta-feira, maio 20th, 2016
O Nabo-forrageiro é uma das culturas de inverno recomendadas pela pesquisa da Embrapa - Imagem: Sementes Piraí.

O Nabo-forrageiro é uma das culturas de inverno recomendadas pela pesquisa da Embrapa РImagem: Sementes Piraí.

Basicamente a resposta seria: para evitar a ocorr√™ncia de plantas daninhas! Embasando essa resposta t√™m-se uma pesquisa conduzida pela Embrapa Agropecu√°ria Oeste que analisou os efeitos do pousio em √°reas agr√≠colas. O estudo concentrou suas indica√ß√Ķes na regi√£o sul-mato-grossense, sem nenhum cultivo de segunda safra.

Os resultados da pesquisa indicaram que a √°rea em pousio ficou mais sujeita ao aparecimento de plantas daninhas, em especial ao capim-amargoso e a buva. Outras observa√ß√Ķes importantes feitas pelos pesquisadores s√£o: a possibilidade da √°rea ficar mais exposta √†s pragas de dif√≠cil controle e a redu√ß√£o na produtividade da safra de soja seguinte, uma vez que muitos nutrientes da terra se perderam.

César José da Silva, pesquisador da instituição, pontua que a ausência de cobertura vegetal também prejudica a atividade microbiana, impactando negativamente o equilíbrio ambiental e a ciclagem de nutrientes na terra.

Como op√ß√Ķes de cultura de inverno, que podem ser plantadas ap√≥s o milho-safrinha, no Mato Grosso do Sul h√° o crambe, nabo-forrageiro e canola – todas da fam√≠lia das oleaginosas ou as gram√≠neas, como o trigo. Tais culturas s√£o vistas como diversifica√ß√Ķes do sistema produtivo e mediante certas condi√ß√Ķes adversas de clima, aparecem como op√ß√£o bem mais rent√°vel do que o pousio. Tal recomenda√ß√£o serve para pequenas, m√©dias e grandes propriedades.

Para implantar as culturas de inverno os pesquisadores da Embrapa recomendam que os produtores observem três fatores: finalidade da produção (comercial, alimentação animal ou produção de palhada), seleção das áreas a receber as culturas de inverno e por fim, a fertilidade do solo.

A pesquisa orienta o passo-a-passo dos produtores da aprendizagem ao plantio das culturas de inverno e dessa forma, refor√ßa a import√Ęncia de pr√°ticas sustent√°veis, que viabilizem culturas comerciais subsequentes mais saud√°veis, cuidado para o que o solo sempre esteja em “plenos pulm√Ķes” para produzir com qualidade. Isso √© #adubarofuturo!

Fonte: DBO.

Culturas de inverno com adubação verde

No texto acima vimos a indicação de um dos adubos verdes de inverno:o Nabo-forrageiro. Dentre suas características está o controle de plantas daninhas, a descompactação de solos adensados e a produlão de grande volume de palha para a prática do Sistema Plantio Direto.

Por√©m, existem outras esp√©cies que podem ser cultivadas nesse per√≠odo, como a Aveia-preta. Para conhece-la melhor e planejar sua cultura de inverno integrando sustentabilidade com economia e rentabilidade, acesse o conte√ļdo exclusivo sobre aduba√ß√£o verde e culturas de inverno no site da Sementes Pira√≠.

Descubra o que a aduba√ß√£o verde pode fazer para deixar seu solo “tinindo de bom”, rico em nutrientes e com seus aspectos potencializados!

 

 

 

 

 

Cuidados com o solo: a import√Ęncia da palhada no plantio direto!

quinta-feira, abril 7th, 2016
O consórcio de milho com leguminosas também é uma boa opção para a formação de palhada - Imagem: Rural Centro.

O consórcio de milho com leguminosas também é uma boa opção para a formação de palhada РImagem: Rural Centro.

Os desafios para a agricultura se renovam constantemente e cabe ao produtor elencar tecnologias que diminuam o impacto ambiental e que permitam maior produtividade nas suas culturas. A sustentabilidade é o termo da moda, que provavelmente perdurará por muito tempo. Afinal de contas, ela é premissa indispensável para a manutenção de toda a atividade produtiva.

Atualmente, novas pragas e doen√ßas, sistemas irregulares de chuva e mudan√ßas clim√°ticas bruscas complementam os desafios que a agricultura passa safra ap√≥s safra. Para minimizar poss√≠veis preju√≠zos, o produtor at√© conta com a√ß√Ķes como o seguro rural, por√©m h√° meios que reduzem poss√≠veis perdas a serem aplicados diretamente na terra, ou seja, o cuidado com o solo.

A terra constitui a base da cadeia agrícola e é a menina dos olhos do produtor. Se ela não for bem cuidada implicará em prejuízos, somando à estes os fatores citados logo acima. A sustentabilidade aparece aí como tecnologia indispensável para o cuidado com o solo.

Como exemplos temos a rota√ß√£o, a diversifica√ß√£o de culturas e a forma√ß√£o de palhada, que usam plantas produtoras de boa quantidade de biomassa, permitindo a renova√ß√£o dos nutrientes do solo, favorecendo sua ciclagem. A decomposi√ß√£o da palhada, por sua vez, libera outros nutrientes a serem aproveitados pela cultura comercial posterior. Ela tamb√©m funciona como uma capa de chuva, evitando a eros√£o e a incid√™ncia direta do sol, uma vez que protege a terra da “for√ßa bruta” desses agentes naturais.

Culturas de verão como o milho, ganham cada vez mais a adesão do consórcio com forrageiras, como a braquiária, objetivando melhorar a fertilidade do solo. O investimento é de baixo custo e confere maior resiliência, aumentando o tempo produtivo da terra em áreas com plantio direto.

O Sistema Plantio Direto (SPD) j√° √© uma velha tecnologia conservacionista, que prev√™ o plantio sobre a palhada, condicionado na lei do m√≠nimo revolvimento da terra, na rota√ß√£o de culturas e na cobertura constante do solo. Auxilia na diminui√ß√£o das eros√Ķes e no aumento da capacidade de armazenamento de nutrientes pela terra. Desta forma, observa-se o triplo de mat√©ria org√Ęnica, o que viabiliza a t√©cnica em termos sustent√°veis e produtivos. A forma√ß√£o de palhada no SPD √© uma a√ß√£o que ajuda a #adubarofuturo agr√≠cola!

Fonte: Grupo Cultivar

Palhada com adubação verde

Você sabia que alguns adubos verdes servem de palhada, favorecendo a cobertura do solo, que por sua vez mantém a umidade da terra e permite a conservação do nutrientes advindos da ciclagem?

Saiba mais acessando o site da¬† Sementes Pira√≠. Disponha de informa√ß√Ķes atualizadas sobre os benef√≠cios da aduba√ß√£o verde na forma√ß√£o de palhada e implemente a t√©cnica na sua lavoura.

Assuma seu compromisso com a sustentabilidade e garanta economia e alta produtividade. Feche seu contrato com a adubação verde!

 

Contrata√ß√Ķes do Plano ABC tiveram aumento expressivo na √ļltima safra!

quarta-feira, março 16th, 2016
Plantação de sorgo é integrada à pecuária e isso é parte do sistema ILP (Integração Lavoura Pecuária) - Imagem: Divulgação/Revista Safra.

Plantação de sorgo é integrada à pecuária e isso é uma opção para o sistema ILP (Integração Lavoura Pecuária) РImagem: Divulgação/Revista Safra.

Segundo dados da Secretaria do Produtor Rural e Cooperativismo do Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Meio Ambiente, as contrata√ß√Ķes do Programa ABC aumentaram mais de 35% na √ļltima safra, (2014/15). A expans√£o da √°rea financiada pelo ABC tamb√©m apresentou expans√£o, ficando na casa dos 20%. Em valores financeiros, os novos contratos geraram cerca de 3 bilh√Ķes e 600 mil reais, o que facilitou o acesso de 1,76 milh√Ķes de novos hectares ao Programa.

Ainda em 2015, a ação conseguiu bater outra meta importante: atingir seus objetivos para o ano. Ao todo, 80% de novos sistemas de plantio direto, 40% de áreas degradadas em recuperação e com alcance maior, 105% de florestas plantadas.

Quanto √† capacita√ß√£o de t√©cnicos e produtores, os n√ļmeros somaram mais de 5.600, apresentando aumento de 26% em rela√ß√£o √† 2014. Outro montante expressivo do Programa no ano passado foi o aumento de mais de 100% no conv√™nio com institui√ß√Ķes de ensino e pesquisa, que receberam ao todo 2,8 milh√Ķes de reais.

O Programa ABC tem por objetivo facilitar o acesso ao financiamento de seis tecnologias agrícolas sustentáveis: recuperação de pastagens degradadas, integração lavoura-pecuária-floresta, sistema de plantio direto, fixação biológica de nitrogênio, florestas plantadas e tratamento de dejetos animais. E o ano de 2015 é uma prova cabal de que o sistema vem dando certo e atingindo novos produtores a cada ano. Isso é fundamental para #adubarofuturo.

Fonte: Agrolink

Adubação Verde: tecnologia ABC

A Adubação Verde é uma técnica inclusa no Programa ABC por, primeiramente, contribuir diretamente para a redução da emissão de gases que provocam o efeito estufa, e também por ser incorporada à três das seis tecnologias do Programa: plantio direto, recuperação de pastagens e fixação biológica de N2.

São muitos os benefícios que proporcionam maior produtividade, economia e claro, contribuem com o meio ambiente. Saiba mais sobre o universo da adubação verde visitando o site da Sementes Piraí e entre para o time dos adubadores do futuro!

 

Projeto ABC Cerrado chega em Arax√°/MG!

terça-feira, março 15th, 2016
Imagem: Senar.

Imagem: Senar.

A a√ß√£o do Projeto ABC Cerrado finaliza sua terceira rodada mineira na pr√≥xima quinta-feira em Arax√°/MG. Os semin√°rios de sensibiliza√ß√£o j√° passaram por Una√≠ e Patos de Minas e s√£o uma realiza√ß√£o do Minist√©rio da Agricultura e Pecu√°ria (MAPA), Embrapa e Senar. O evento est√° marcado para o Audit√≥rio da Acia (Avenida Get√ļlio Vargas, 365, Centro), das 13h30 √†s 18h.

A inten√ß√£o √© apresentar aos produtores os conceitos, vantagens e aplica√ß√Ķes da agricultura com baixa emiss√£o de carbono, explicitando seus benef√≠cios econ√īmicos e que contribuem com o meio ambiente. O tema de sensibiliza√ß√£o √© a ‚ÄúProdu√ß√£o com preserva√ß√£o nos campos ‚Äď Bioma Cerrado‚ÄĚ. Na oportunidade, os produtores ter√£o informa√ß√Ķes detalhadas sobre cada etapa do projeto e tamb√©m sobre como implantar as tecnologias em suas propriedades, conhecendo as linhas de cr√©dito.

O Projeto ABC Cerrado vem trabalhando nos oito estados que compreendem tal bioma, atuando em três etapas: seminários de sensibilização, capacitação de produtores e técnicos nas tecnologias ABC e assistência técnica. O Senar é o responsável por toda a formação técnica, que engloba quatro tecnologias do sistema, como o plantio direto e as florestas plantadas. A intenção, ao longo dos quatro anos de atuação, é capacitar mais de 12.000 produtores.

Para saber mais sobre o semin√°rio em Arax√°, ligue (31) 3074-3080.

Fonte: Agrolink

Tecnologia ABC de ponta

Você sabia que a adubação verde é uma tecnologia de baixa emissão de carbono, que oferece vantagens comprovadas pela pesquisa e prática de campo?

Dentre seus benef√≠cios destacam-se o aumento da produtividade com menor aplica√ß√£o de recursos. A aduba√ß√£o verde pode ser implantada nas mais diversas culturas, do algod√£o ao tabaco. Para saber mais, acesse o site da Sementes Pira√≠ e navegue pelo universo da aduba√ß√£o verde. Colete informa√ß√Ķes e d√™ in√≠cio a sua tarefa verde.

Seja você também mais um produtor sustentável!

 

 

Safra 2014/15 fechou com aumento de 35% nas contrata√ß√Ķes do Plano ABC!

quinta-feira, fevereiro 4th, 2016
As seis tecnologias agrícolas contempladas no Plano ABC contribuíram para adubar o futuro na safra 2014/15 - Imagem: Agricultura de Baixo Carbono (Blog).

As seis tecnologias agrícolas contempladas no Plano ABC contribuíram para adubar o futuro na safra 2014/15 РImagem: Agricultura de Baixo Carbono (Blog).

A safra 2014/15 fortaleceu um pouco mais a a√ß√£o do Programa ABC (Agricultura de Baixa Emiss√£o de Carbono). O n√ļmero de contratos assinados subiu pouco mais de 35% em compara√ß√£o a safra 13/14. A expans√£o na √°rea financiada pelo ABC, no comparativo entre os dois ciclos produtivos, tamb√©m aumentou: 20,29%. Os dados s√£o da Secretaria do Produtor Rural e Cooperativismo do Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento (Mapa).

No total, esse acr√©scimo significou mais 8.018 novos contratos, resultando num montante de 3,65 bilh√Ķes de reais vinculados ao financiamento de tecnologias do Plano ABC, em √°rea equivalente a 1,76 milh√£o de hectares. As a√ß√Ķes contempladas pelo financiamento s√£o seis: fixa√ß√£o biol√≥gica de nitrog√™nio, florestas plantadas, integra√ß√£o lavoura-pecu√°ria-floresta, recupera√ß√£o de pastagens degradadas, sistema de plantio direto e tratamento de dejetos animais.

Os dados apresentados indicam que o país alcançou seus objetivos de 2015: 105% da meta para florestas plantadas, 80% para o plantio direto e 40% para a recuperação de áreas degradadas. Além disso, a capacitação de técnicos e produtores rurais no sistema ABC somou mais de 5.550 no ano, aumento de 26% em comparação a 2014.

Outro indicador positivo est√° no crescimento de 106% no financiamento de conv√™nio com estados, institui√ß√Ķes de ensino superior e centros de pesquisa. Essa alta representa a inje√ß√£o de 2,8 milh√Ķes de reais para capacita√ß√£o, implementa√ß√£o estadual, pesquisa e desenvolvimento de tecnologias do Plano, entre outras a√ß√Ķes.

Todos esses n√ļmeros s√£o par√Ęmetros extremamente positivos para a continua√ß√£o das a√ß√Ķes do Plano ABC. Isso impacta a consci√™ncia dos produtores, que observando tamanho resultado, sentem-se sensibilizados a aderir √†s tais tecnologias. O meio ambiente e a agricultura agradecem e assim, vamos continuar a #adubarofuturo com produtividade e sustentabilidade.

Fonte: Agrolink.

Incorpore a adubação verde nas tecnologias ABC

Produtor, saiba que a aduba√ß√£o verde √© uma tecnologia contemplada pelo Plano ABC. A aquisi√ß√£o de sementes para aduba√ß√£o verde e cobertura vegetal constam no hall de a√ß√Ķes financiadas pelo programa.

Isso significa que todos os benefícios da técnica que melhora a capacidade produtiva do solo, como a fixação biológica de nitrogênio, estão à disposição para ser implantados na sua produção sustentável.

Conheça as vantagens em utilizar os adubos verdes na sua lavoura, faça parte do Plano ABC e conquiste resultados positivos.

Saiba mais acessando o site da Sementes Piraí: http://www.pirai.com.br/

Alta rentabilidade e sustentabilidade na cultura da soja!

segunda-feira, fevereiro 1st, 2016

Sementes Piraí demonstrará no Ma Shou Tao InovaShow 2016 a ação da adubação verde

A Sementes Piraí vai demonstrar os benefícios da adubação verde para o futuro produtivo da soja durante o evento em Minas - Imagem: Arquivo.

A Sementes Piraí vai demonstrar os benefícios da adubação verde para o futuro produtivo da soja durante o evento em Minas РImagem: Arquivo.

Entre os dias 16 e 17 de fevereiro, na sede da Fazenda Boa F√© em Conquista (MG), acontecer√° o Ma Shou Tao InovaShow 2016. O evento foi planejado para reunir as cadeias produtivas agr√≠cola e pecu√°ria, apresentando a√ß√Ķes de inova√ß√£o, tecnologia e pesquisa, por meio de conhecimentos vivenciados no cotidiano de uma fazenda.

O p√ļblico presente no InovaShow 2016 poder√° conferir os benef√≠cios da aduba√ß√£o verde na cultura da soja. A Sementes Pira√≠, patrocinadora master do evento, apresentar√° diversas frentes de aplica√ß√£o da t√©cnica para essa determinada cultura.

‚ÄúCom v√°rios campos experimentais, ser√° poss√≠vel demonstrar aos visitantes a produtividade e a economia advindas da utiliza√ß√£o da aduba√ß√£o verde, mostrando a viabilidade da t√©cnica e certificando os bons resultados j√° obtidos‚ÄĚ, avalia o diretor comercial da Sementes Pira√≠, Jos√© A. Donizeti Carlos.

Donizeti destaca as sete principais a√ß√Ķes que ser√£o expostas:

A expectativa dos organizadores é reunir três mil pessoas, entre produtores, estudiosos e técnicos, durante os dois dias do InovaShow 2016. A Sementes Piraí objetiva, mais uma vez, fortalecer a ideia de que é possível ter resultados imediatos e garantia de futuro produtivo com a adoção da adubação verde.

Os campos experimentais da Sementes Piraí, além da variada programação do evento, serão mais uma grande oportunidade de buscar prósperos horizontes produtivos no setor agropecuário.

Para saber mais sobre o Ma Shou Tao InovaShow 2016 e realizar sua inscrição, acesse: http://www.inovashow.agr.br

 

Redação Join Agro

_____________________________________________________________

Saiba mais

Ma Shou Tao InovaShow 2016: http://www.inovashow.agr.br

Sementes Piraí: http://www.pirai.com.br

Grupo Join Marketing: http://www.grupojoinmarketing.com.br

Prática agrícola brasileira é elogiada em livro da FAO!

sexta-feira, janeiro 29th, 2016
O sistema plantio direto (SPD) é uma das técnicas mencionas do livro da FAO - Imagem: Blog Culturas Agrícolas.

O sistema plantio direto (SPD) é uma das técnicas mencionadas no livro da FAO РImagem: Blog Culturas Agrícolas.

No √ļltimo dia 18, a Organiza√ß√£o da Na√ß√Ķes Unidas para Alimenta√ß√£o e Agricultura (FAO) lan√ßou uma publica√ß√£o que destaca pr√°ticas sustent√°veis para a manuten√ß√£o agr√≠cola e aliment√≠cia. A Am√©rica Latina, por sua vez, foi mencionada com duas a√ß√Ķes: a poda de √°rvores para o fornecimento de h√ļmus da Am√©rica Central e o sistema ILPF (Integra√ß√£o Lavoura-Pecu√°ria-Floresta) aqui do Brasil.

Intitulado “Economizar para crescer”, a publica√ß√£o observa o crescimento do rebanho bovino atrav√©s do uso da rota√ß√£o de culturas e pastagens, pontuando a import√Ęncia desse bra√ßo agr√≠cola para o desenvolvimento do setor no Brasil e em outros pa√≠ses latinos.

A prática é elogiada pela especialista em gestão de ecossistemas da FAO, Caterina Batello, que pontua a sustentabilidade produtiva a longo prazo, diversificando os produtos e fugindo da monocultura, ação que segunda ela, dificulta o aumento produtivo causando entre outros males a erosão, que está sendo combatida pela técnica do plantio direto, ação que amplia a cobertura do solo. Além disso, as lavouras são combinadas com espécies de forragem, com função recuperadora dos solos.

A FAO tamb√©m incentiva na publica√ß√£o a ado√ß√£o do sistema agroflorestal, utilizado na Am√©rica Central e cita o exemplo do projeto Quesungual, inicialmente observado em Honduras e que foi adaptado nas lavouras de milho em El Salvador, Guatemala e Nicar√°gua. As florestas plantadas nesse sistema, s√£o podadas para fornecer h√ļmus e assim, agir na recupera√ß√£o do solo.

O livro indica que mais de 42% das calorias ingeridas pelos seres humanos s√£o provenientes do milho, do arroz e do trigo. E s√£o essas as produ√ß√Ķes, segundo a entidade, que devem ser aperfei√ßoadas sustentavelmente para garantir o aumento necess√°rio da produ√ß√£o de alimentos em uma escala pr√≥xima dos 60% at√© 2050.

Por aqui, o destaque ao sistema ILPF, à rotação de culturas e de cobertura, serve de incentivo a rentabilidade e sustentabilidade produtiva. Esperamos que os cultivos agrícolas continuem aderindo a essas práticas, cooperando para o aumento da cadeia produtiva e assim, destacando o Brasil como um adubador do futuro!

Fonte: Exame.

Para práticas sustentáveis, adicione adubação verde!

Você sabia que a adubação verde pode contribuir com o sistema ILPF, bem como com o plantio direto, a rotação de culturas ou a rotação de cobertura?

O uso dos adubos verdes, plantas em sua maioria leguminosas, são responsáveis por reciclar, recuperar, condicionar e melhorar os solos já cansados da produção ou aqueles que já são produtivos, ativando suas características físicas, químicas e biológicas.

Saiba mais sobre os benef√≠cios da aduba√ß√£o verde acessando o site da Sementes Pira√≠. Conhe√ßa as esp√©cies de adubos verdes e suas aplica√ß√Ķes para cada t√©cnica e cultura. No site voc√™ tamb√©m pode localizar um representante mais pr√≥ximo e tirar suas d√ļvidas.

N√£o perca mais tempo e contribua para a sustentabilidade produtiva da sua lavoura!

Canavial sustent√°vel!

segunda-feira, dezembro 7th, 2015
Imagem: Embrapa/Divulgação.

Imagem: Embrapa/Divulgação.

O estudo desenvolvido pelos membros do¬†Sistema Nacional de Pesquisa Agropecu√°ria (SNPA) durante cinco anos (2009 a 2013) sobre t√©cnicas que aumentam a produtividade da cana-de-a√ß√ļcar, melhorando o controle de plantas daninhas, norteou¬†a nova publica√ß√£o da Embrapa Informa√ß√£o Tecnol√≥gica:¬†‚ÄúSistema de produ√ß√£o mecanizada da cana-de-a√ß√ļcar integrada √† produ√ß√£o de energia e alimentos‚ÄĚ.

O trabalho do SNPA apontou que a rota√ß√£o de culturas anual, adotando o sistema de plantio direto associado ao plantio de amendoin ou soja na reforma da cultura, incide no aumento da produtividade canavieira, reduzindo esp√©cies daninhas e proporciona ganhos econ√īmicos. Toda a a√ß√£o de pesquisa e observa√ß√£o foi realizada em 13 unidadads agroindustriais, que permitiram a demarca√ß√£o de √°reas aptas √† produ√ß√£o sustent√°vel de biocombust√≠vel.

A publica√ß√£o da Embrapa resultou em 35 cap√≠tulos dispostos em dois volumes, apresentando a perspectiva da sustentabilidade da produ√ß√£o de cana-de-a√ß√ļcar visando a produ√ß√£o aliment√≠cia, de energia e biocombust√≠vel. No primeiro volume, dividido em tr√™s partes, o destaque s√£o os cen√°rios e as proje√ß√Ķes para produ√ß√£o de energia e alimentos, adotando a sustentabilidade sistem√°tica em conjunto com o monitoramento e planejamento da produ√ß√£o. Ao todo, s√£o sete cap√≠tulos.

O primeiro volume √© dividido em tr√™s partes que abordam os cen√°rios e perspectivas do setor sucroenerg√©tico e integra√ß√£o √† produ√ß√£o de energia e alimentos, sustentabilidade do sistema e modelagem, monitoramento e planejamento estrat√©gico da produ√ß√£o da cana-de-a√ß√ļcar.

O lan√ßamento deste primeiro volume aconteceu¬†durante o 8¬į Congresso Nacional da Bioenergia, realizado em Ara√ßatuba (SP), nos dias 11 e 12 de novembro, pela Universidade Corporativa (UniUdop), em parceria com a Uni√£o dos Produtores de Bioenergia (Udop) e a Sociedade dos T√©cnicos A√ßucareiros e Alcooleiros do Brasil (Stab). A publica√ß√£o tamb√©m conta com experimentos realizados em diversas divis√Ķes da Embrapa, assim como do¬†Centro de Tecnologia Canavieira (CTC),¬†Instituto Agron√īmico de Campinas (IAC), entre outros √≥rg√£os, incluindo institui√ß√Ķes de ensino superior.

A inten√ß√£o da publica√ß√£o √©¬†fornecer orienta√ß√Ķes acerca do planejamento estrat√©gico e operacional e a implanta√ß√£o sustent√°vel da cultura de cana-de-a√ß√ļcar, voltado especialmente¬†para a produ√ß√£o de energia de biomassa. Como editores t√©cnicos, apresentam-se os pesquisadores F√°bio Cesar da Silva, da Embrapa Inform√°tica Agropecu√°ria (Campinas, SP), Bruno Jos√© Rodrigues Alves, da Embrapa Agrobiologia (Serop√©dica, RJ) e Pedro Luiz de Freitas, da Embrapa Solos (Rio de Janeiro, RJ).

Essa √© mais uma contribui√ß√£o de suma import√Ęncia para a pr√°tica agr√≠cola sustent√°vel. Otimizar as produ√ß√Ķes canavieiras aplicando sustentabilidade de a√ß√Ķes e nos processos, oferecer√° aos produtores ganhos n√£o somente econ√īmicos, mas com reflexo √† natureza. Um sistema de coopera√ß√£o integrado que vai #adubarofuturo!

Fonte: Jornal Dia-a-Dia.

Cana sustent√°vel √© “Canavi√°vel”!

A recente publica√ß√£o da Embrapa traz em seu conte√ļdo, entre outros pontos importantes, o aprimoramento das t√©cnicas de aduba√ß√£o, para que o canavial ganhe em produtividade de forma sustent√°vel.

Que tal então, utilizar a adubação verde para alcançar esses objetivos?

J√° foi comprovado cientificamente, atrav√©s de¬†pesquisas de campo, que a t√©cnica oferece in√ļmeros benef√≠cios na reforma ou implanta√ß√£o do canavial. Benef√≠cios esses como:

  • Prote√ß√£o e cobertura do solo, impedindo os efeitos da eros√£o e radia√ß√£o solar e o desenvolvimento de ervas daninhas;
  • Redu√ß√£o do assoreamento de sulcos de plantio, evitando o replantio;

Se voc√™ ainda n√£o conhece os benef√≠cios da aduba√ß√£o verde na cultura canavieira, fica o convite para conhecer o Programa Canavi√°vel, site da Sementes Pira√≠¬†dedicado ao setor sucroenerg√©tico. Todas as informa√ß√Ķes que voc√™ precisa obter para levar¬†rentabilidade com sustentablidade √† sua produ√ß√£o encontram-se dispon√≠veis ali, basta acessar:¬†http://www.canaviavel.com.br/

Cana com adubação verde é cana viável, produtiva e sustentável!

 

Calagem e adubação da cebola!

quinta-feira, novembro 12th, 2015

A cultura da cebola, no cen√°rio¬†da agricultura brasileira, destaca-se pela sua¬†relev√Ęncia¬†socioecon√īmica, t√≠pica de pequenas e m√©dias propriedades familiares. A produ√ß√£o gera aproximadamente 250 mil empregos diretos. √Č produzida durante todo o ano, devido as condi√ß√Ķes clim√°ticas do Brasil.

No estado de SP, ainda que observada em locais específicos, a cultura rende um lugar no ranking dos principais produtores nacionais aos paulistas. As três principais cidades produtoras são São José do Rio Pardo, Monte Alto e Piedade.

Essa situa√ß√£o √© observada por conta de diferentes fatores, incluindo a import√Ęncia da calagem e aduba√ß√£o na produ√ß√£o. Coube ent√£o¬†aos pesquisadores Paulo Esp√≠ndola Trani, Jos√© Maria Breda J√ļnior e Thiago Leandro Factor, entenderem quais s√£o os fatores necess√°rios para potencializar a produ√ß√£o e economizar gastos em cima dessas a√ß√Ķes. Para tanto, observaram itens como¬†os custos de aplica√ß√£o, os coeficientes t√©cnicos de cada a√ß√£o, tal como¬†a biologia da cebola, an√°lise foliar e do solo produtor e tamb√©m, a nutri√ß√£o mineral e a aduba√ß√£o org√Ęnica.

A adubação verde se destaca no processo de potencialização produtiva no destaque do solo. Nessa imagem, apresenta a Crotalária-juncea na supressão de plantas daninhas - Imagem: José Maria Breda Jr, 2013.

A adubação verde se destaca no processo de potencialização produtiva no destaque do solo. Nessa imagem, apresenta a Crotalária-juncea na supressão de plantas daninhas РImagem: José Maria Breda Jr, 2013.

O resultado do estudo aponta as verifica√ß√Ķes ideais de cada fator e item estudado, com destaque para aduba√ß√£o verde. A t√©cnica milenar comprova muitos de seus benef√≠cios, como o controle de nematoides, melhorando a capacidade produtiva do solo por meio do uso de alguns tipos de abubos verdes, como a Crotal√°ria-juncea, Crotal√°ria-Spectabilis, Milheto e Mucuna-an√£.

O estudo √© extremamente relevante e os dados acima apresentados s√£o apenas uma amostra da import√Ęncia deste trabalho, publicado no site do IAC (Instituto Agr√īnomico de Campinas) em janeiro de 2014.

Partilhamos da biblioteca da nossa adubadora, Sementes Piraí, para que você tenha acesso ao estudo na íntegra, acessando-o por este link: http://www.pirai.com.br/biblioteca_artigos/55.pdf