Posts Tagged ‘mandioca’

Adubação Verde quintuplica produtividade de lavouras paraguaias

quinta-feira, abril 20th, 2017

paraguai_adubacao_verde_sementes_pirai

Nosso país já está se acostumando com os bons resultados do uso da adubação verde nas lavouras quando o tema é ganho em produtividade. A novidade agora fica por conta de nossos vizinhos paraguaios, segundo informe do mês passado do Ministério de Agricultura e Pecuária (MAG).

Em nota, o MAG pontuou que 54 propriedades do departamento de Concepci√≥n (cidade muito pr√≥xima do Brasil) produtoras de milho observaram aumento recorde nos rendimentos, que alcan√ßou 3500kg por hectare. A m√©dia, at√© ent√£o, era produtividade m√°xima de 600kg por hectare. (mais…)

Mandioca: a “menina dos olhos” dos pequenos produtores de Palmas/TO!

segunda-feira, novembro 28th, 2016
Dia de campo sobre a cultura da mandioca - Imagem: L√ļcia Brito.

Dia de campo sobre a cultura da mandioca – Imagem: L√ļcia Brito.

Desde meados de agosto, pequenos produtores do assentamento PA S√≠tio em Palmas/TO tem aprendido sobre os benef√≠cios do cultivo da mandioca, por meio de um projeto do Ruraltins iniciado com um dia de campo sobre tal cadeia produtiva. O objetivo √© tornar o cultivo popular entre a agricultura familiar, aumentando o “leque” de renda desses agricultores.

A produ√ß√£o de mandioca no Tocantins vem crescendo gradativamente ao longo dos anos. S√≥ em 2016 a proje√ß√£o √© de 23 mil hectares de √°rea plantada, colhendo aproximadamente 408 mil toneladas. Para o pequeno produtor o trabalho da extens√£o agr√≠cola √© justamente mostrar os benef√≠cios da cultura, apontando a lucratividade do cultivo. (mais…)

4¬ļF√≥rum Brasil – √Āfrica tratar√° da agricultura!

segunda-feira, outubro 24th, 2016
Imagem: Instituto Brasil-√Āfrica.

Imagem: Instituto Brasil-√Āfrica.

Foz do Igua√ßu, Paran√°, receber√° entre 03 e 04 de novembro o 4¬ļ F√≥rum Brasil-√Āfrica. Neste ano o tema do evento s√£o as estrat√©gias para o desenvolvimento da agricultura e o evento receber√° autoridades e especialistas do Brasil e de pa√≠ses africanos, como Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento do Brasil, e Akinwumi Adesina, presidente do Banco Africano de Desenvolvimento. O evento √© uma promo√ß√£o do Instituto Brasil √Āfrica e √© apoiado pela C√Ęmara de Com√©rcio √Ārabe Brasileira.

A agricultura foi escolhida como tema dada a boa rela√ß√£o de di√°logo e de neg√≥cios entre os dois pa√≠ses. O Brasil j√° atua no aux√≠lio ao desenvolvimento da agricultura africana por meio de projetos de coopera√ß√£o t√©cnica entre a Embrapa e a Ag√™ncia Brasileira de Coopera√ß√£o em pa√≠ses como Togo, Gana e Angola. Culturas de mandioca, algod√£o e feij√£o tem ganhado notoriedade principalmente por conta dos projetos de transfer√™ncia de tecnologia. (mais…)

Mandioca integra novo modelo de agricultura ecológica desenvolvido pela ONU

segunda-feira, julho 8th, 2013

Um novo modelo de agricultura ecol√≥gica desenvolvido pela Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas para a Alimenta√ß√£o e Agricultura (FAO) pode aumentar de forma sustent√°vel a produ√ß√£o de mandioca at√© 400% e fazer com que este produto de base deixe de ser encarado como um alimento dos pobres e passe a ser considerado como a cultura do s√©culo XXI, informaram os respons√°veis da ag√™ncia.

Segundo a FAO, em vez de se fazer um uso intensivo de produtos qu√≠micos, a solu√ß√£o passa por adotar o modelo ‚ÄúProduzir mais com menos‚ÄĚ, que permite alcan√ßar uma maior produtividade, mantendo os solos em boas condi√ß√Ķes. Esta nova forma de cultura minimiza as perturba√ß√Ķes causadas pela agricultura tradicional, como o uso do arado, e recomenda que se preserve uma cobertura vegetal de prote√ß√£o sobre o solo.

Em vez da monocultura t√≠pica nos sistemas de agricultura intensiva, o modelo proposto pela FAO incentiva o uso de culturas mistas e da rota√ß√£o de culturas, e pressup√Ķe uma gest√£o integrada de pragas que, em alternativa aos pesticidas qu√≠micos, utiliza materiais de plantio sem doen√ßas e inimigos naturais das pragas, para controlar os insetos prejudiciais. (mais…)