Posts Tagged ‘Feijão-de-porco’

Conhecimento que cuida do futuro: Projeto Pezinho na Terra em Alta Floresta/MT

sexta-feira, maio 5th, 2017
Imagem: Watson

Imagem: Watson Costa Santos.

Iniciativa conta com a ajuda da adubação verde para o desenvolvimento de hortas escolares

Watson Costa Santos é mais um exemplo de adubador do futuro! Exemplo esse que juntou sua iniciativa com a proposta da nossa adubadora, Sementes Piraí, em garantir que o conhecimento sustentável agrícola terá continuidade pelas próximas gerações.

Ele é o coordenador do Pezinho na Terra, desenvolvido na cidade matogrossense de Alta Floresta. As escolas Vicente Francisco e Ludovico da Riva Neto, respectivamente municipal e estadual, são as incubadoras do projeto, que visa apresentar o cultivo sustentável das hortas para as crianças, levando a prática da terra para a sala de aula e claro, promovendo o repasse de conhecimento às famílias de cada aluno participante. (mais…)

Como as leguminosas ajudam a aumentar a produtividade nos tomateiros?

terça-feira, novembro 8th, 2016

adubosverdes_tomatesPara obter essa resposta o Polo Regional de Piracicaba da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) foi pesquisar e os resultados mostraram que é possível incorporar 90kgs de nitrogênio por hectare na cultura de tomate cereja em consórcio com leguminosas.

Essa quantidade representa 30% do nitrogênio na cultura. Tal constatação reforça a importância no uso de leguminosas como adubo verde atuando como fator de redução no uso de fertilizantes químicos.

(mais…)

Relembrar os benefícios da adubação verde é preciso!

quarta-feira, abril 20th, 2016
A Crotalária-spectabilis é uma leguminosa fixadora de N2 muito utilizada em várias culturas, como a cana-de-açúcar.

A Crotalária-spectabilis é um exemplo de leguminosa fixadora de N2 muito utilizada em várias culturas, como a cana-de-açúcar.

No Ano Internacional das Leguminosas, reforçar os benefícios que a adubação verde apresenta é validar a esperança no presente e  futuro sustentável produtivo!

A adubação verde é uma tecnologia agrícola milenar que utilizam plantas de várias espécies, em especial as leguminosas, para reciclar nutrientes, devolvendo ou potencializando a fertilidade do solo. Essas plantas, chamadas de adubos verdes, tem propriedades que associam bactérias da terra e transformar o nitrogênio atmosférico em compostos nitrogenados.

Formando uma espécie de cobertura vegetal os adubos verdes aumentam o teor de matéria orgânica e auxiliam na conservação da terra, pois também contribuem para a absorção da água e para a redução dos processos de erosão.

Alguns estudos, como o da Embrapa Agrobiologia, constataram o que uso de adubos verdes chegam a reduzir ou até mesmo eliminar a necessidade de aplicação de fertilizantes minerais com nitrogênio. Assim, ajudam a baratear os custos produtivos, uma vez que estes produtos são oriundos do petróleo e seus preços são dependentes da variação cambial diária.

Utilizando as leguminosas fixadoras de nitrogênio, como a Crotalária-spectabilis e o Feijão-guandu, o produtor ganha em rentabilidade produtiva, economia e sustentabilidade.

Para saber mais sobre os benefícios da adubação verde acesse o site da Sementes Piraí, nossa adubadora, navegue pelo site conhecendo os adubos verdes, as culturas beneficiadas e as publicações sobre o uso da adubação verde, oriundas de pesquisas de entidades nacionais e internacionais.

De quebra, mencionamos abaixo dois estudos da Embrapa Agrobiologia sobre o uso das leguminosas e seus benefícios às culturas agrícolas:

https://www.embrapa.br/documents/1355054/1527012/4a+-+folder+Aduba%C3%A7%C3%A3o+verde.pdf/6a472dad-6782-491b-8393-61fc6510bf7d

https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/recursos/AgrobCap18ID-rODRLL1PlX.pdf

 

Leguminosas controlam plantas daninhas no cafezal!

quarta-feira, dezembro 16th, 2015
O uso de leguminosas no controle de ervas daninhas no cafezal é uma prática sustentável e que apresenta ótimos resultados - Imagem: Kadijah Suleiman/Embrapa Rondônia.

O uso de leguminosas no controle de plantas daninhas no cafezal é uma prática sustentável e que apresenta ótimos resultados – Imagem: Kadijah Suleiman/Embrapa Rondônia.

As espécies leguminosas herbáceas surgem como excelente opção para os cafeicultores que precisam controlar plantas daninhas. A ação pode ocorrer por meio da intercalação ou cultivo nas entrelinhas, resultando na diminuição de custos e na melhoria do solo e dos cultivares, através da prática sustentável.

O “trabalho” das leguminosas é suprimir a infestação por plantas daninhas. E como isso acontece? – Por meio da competição pelo sobreamento da massa verde ou pela liberação de compostos químicos inibidores, de esfera secundária. Além desse benefício, o solo da cultura também ganha em relação à redução da compactação, controle da erosão, aumento da biodiversidade, entre outros pontos positivos do uso das leguminosas.

Para os cafezais da região da Mata Atlântica, recomenda-se o uso da Lablab e do Sirato, que proporcionam no primeiro ano maior inibição das plantas daninhas. Já para o segundo ano, o uso do Amendoin-forrageiro promove menor densidade e biomassa da população das pragas.

No Cerrado, a indicação para o primeiro ano é a leguminosa híbrido de Java, pois é inibidora das plantas daninhas e boa produtora de biomasso. Para o segundo ano, o Amendoin-forrageiro se destaca por inibir a ação das pragas e expandir a cobertura do solo.

Na região Amazônica, em especial nos cafezais rondonienses, o controle de plantas daninhas se mostrou eficiente com o uso das leguminosas: Puerária, Amendoin-forrageiro, Desmódio, Feijão-de-porco e Mucuna (em ordem descrescente de melhor aproveitamento).

A prática é comumente utilizada em lavoura sujeitas à infestação por plantas daninhas, como cafezais novos com áreas abertas, áreas que apresentam declive mais acentuado do solo e cultivares adultos mecanizados situados em locais planos. O manejo integrado é uma ação agroecológica, que atende preceitos para a condição de qualidade e especialidade do grão.

É também uma parceira da agricultura de baixo carbono, contribuindo para a redução na emissão de gases do efeito estufa e no uso de herbicidas, na recupração de solos e vegetação. Enfim, o uso de leguminosas no controle de daninhas é uma prática que contribui para #adubarofuturo!

Fonte: Canal Rural.

Adubação verde no cafezal

Você sabia que a Sementes Piraí dedica um canal exclusivo para a cultura do café, informando o produtor sobre todas as bases da técnica da adubação verde, incluindo algumas leguminosas citadas na matéria?

Convidamos para acessar o conteúdo “Adubação Verde na cultura cafeeira” e apontamos abaixo alguns adubos verdes mencionados no texto acima:

Conheça hoje mesmo todos os benefícios da Adubação Verde na lavoura de café, incremente sua produtividade com a garantia de rentabilidade e da parceria com o meio ambiente!