Posts Tagged ‘EcoSeeds’

Agricultor familiar, atenção aos descontos do mês de abril!

segunda-feira, abril 17th, 2017
Cebola, manga, trigo e batata s√£o algumas das culturas beneficiadas pelo b√īnus neste m√™s.

Cebola, manga, trigo e batata s√£o algumas das culturas beneficiadas pelo b√īnus neste m√™s.

A portaria 241, publicada no Di√°rio Oficial da Uni√£o (DOU) no √ļltimo dia 11, trouxe boas novas aos produtores familiares de batata, cara/inhame e de mais sete outras culturas. Trata-se do b√īnus do Programa de Garantia de Pre√ßos para a Agricultura Familiar (PGPAF) vigente neste m√™s.

O b√īnus certifica descontos, ou seja, o abatimento em parcelas de financiamentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura familiar (Pronaf), no per√≠odo compreendido de 10 de abril a 09 de maio (ainda restam mais de 20 dias desse prazo). (mais…)

Eco Seeds apresenta embalagem de cinco quilos de sementes para adubação verde

segunda-feira, novembro 7th, 2016

Nova embalagem foi desenvolvida a partir de pesquisa e visa atender a agricultura familiar

embalagem5kgs_ecoseedsA Eco Seeds, primeira loja virtual exclusivamente destinada para a comercialização de sementes para adubação verde do país e marca registrada da Sementes Piraí, apresenta uma novidade atendendo ao pedido dos produtores: a embalagem de cinco quilos de sementes para adubação verde.

A empresa realizou uma pesquisa entre os meses de junho e agosto para conhecer melhor os produtores, bem como entender seu comportamento de compra e suas necessidades. A pesquisa mapeou o interesse em comum por uma embalagem menor, que além de baratear o frete, também facilitará:

  • o transporte e diminui o risco eventual de perdas;
  • a distribui√ß√£o para produtores familiares;
  • o armazenamento tanto em pontos de venda, quanto nas propriedades;
  • o manejo e por sua vez, a composi√ß√£o mais adequada para uso.

(mais…)

Produção autossustentável no RS!

terça-feira, outubro 18th, 2016
Registro da ação - Imagem: Emater/RS-Ascar.

Registro da ação РImagem: Emater/RS-Ascar.

Se alimentar melhor significa, em primeira ordem, produzir de forma mais sustentável. Partindo desse pressuposto no Encontro Municipal da Mulher de Cambará do Sul, os técnicos da Emater/RS-Ascar estiveram no final de julho na comunidade São Gonçalo, demonstrando técnicas de implantação e manutenção de hortas e pomares domésticos.

Cerca de 15 moradores estiveram observando de perto as explica√ß√Ķes dos t√©cnicos sobre a forma√ß√£o e a melhor condu√ß√£o de uma produ√ß√£o autossustent√°vel de hortali√ßas e frutas. Mais uma vez, o cerne da capacita√ß√£o enfocou a sa√ļde alimentar.

(mais…)

Durabilidade de sementes é objeto de estudo na UFMT!

terça-feira, setembro 27th, 2016
O dispositivo criado,ainda em forma de protótipo pelo aluno - Imagem: Gustavo S. Duarte/Reprodução.

O dispositivo criado, ainda em forma de protótipo, pelo aluno РImagem: Gustavo S. Duarte/Reprodução.

A Universidade Federal do Mato Grosso está contribuindo com a pesquisa e futura adoção de mecanismos que melhorem a atividade da agricultura familiar. Um exemplo disso está no protótipo criado por Gustavo Siqueira Duarte, aluno do quinto semestre de Engenharia de Alimentos, que injeta dióxido de carbono em garrafas pet para preservar a qualidade de sementes como arroz e feijão.

O projeto foi incluso na categoria de pesquisa “Tecnologia social” e surgiu ap√≥s um trabalho de campo onde o estudante verificou a situa√ß√£o de armazenamento das sementes. Da forma que √© feita hoje, segundo Gustavo, a chance de prolifera√ß√£o de microrganismos que podem danificar os alimentos √© alta. O mecanismo criado por ele vai ao encontro da forma atual de comercializa√ß√£o, venda de sementes nas garrafas pet, s√≥ aprimorando tal formato.

Gustavo √© orientado pelo professor M√°rcio de Andrade Batista que afirma que dispositivo parecido j√° existe nos EUA, por√©m o produto √© pouco acess√≠vel √† agricultura brasileira. (mais…)

Agricultura familiar mineira fortalecida internacionalmente!

segunda-feira, setembro 26th, 2016
Equipe da SEDA em visita à Itália - Imagem: Agência Minas.

Equipe da SEDA em visita à Itália РImagem: Agência Minas.

“Agricoltura familiare ci miniera”. Se voc√™ estranhou o come√ßo desse post, vai ver que essa frase faz total sentido ao longo do texto. Isso porque a agricultura familiar mineira tem se desenvolvido perante o mundo e por isso, quer ampliar sua for√ßa contando com a√ß√Ķes que deram certo em outros continentes, mais precisamente no pa√≠s da pizza, a It√°la.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agr√°rio (Seda) esteve, em meados de julho, na regi√£o norte Italiana para apresentar as a√ß√Ķes j√° desenvolvidas pela secretaria e tamb√©m discutir um modelo de interc√Ęmbio entre os dois governos para a promo√ß√£o de modelos de economia rural ambientalmente sustent√°veis.

Convidada pelo Centro de Agricultura Alternativa Vicente Nica (CAV) e o Centro Di Volontariato Internazionale (CeVI), a Seda participou de v√°rios compromissos agendados pelo Governo de Friuli Venezia Giulia, incluindo seu F√≥rum de Economia Solid√°ria. (mais…)

Aprimorando a agricultura familiar Pantaneira!

segunda-feira, setembro 19th, 2016
Imagem: Nicoli Dichoff/ Embrapa.

Sistema Agroflorestal em estudo – Imagem: Nicoli Dichoff/ Embrapa.

Estudar para aprimorar! Esse √© o lema da Embrapa Pantanal para aperfei√ßoar a agricultura familiar da regi√£o. A empresa levou algumas de suas variedades com boas caracter√≠sticas agron√īmicas e cultivares biofortificadas para test√°-las na regi√£o, objetivando a sele√ß√£o das mais adaptadas para um futuro sistema agroflorestal.

A Embrapa mant√©m uma unidade experimental na regi√£o, onde um sistema com mudas de mogno, moringa, feij√£o e mandioca est√° em observa√ß√£o. Tal composi√ß√£o apresenta um modelo de sistema agroflorestal, sendo o feij√£o a parte herb√°cea, a moringa o arbusto e o mogno, o componente florestal. Dessa forma, incluindo a mandioca, cada componente explora um extrato diferente do solo e assim, os pesquisadores ter√£o informa√ß√Ķes necess√°rias para avaliar a viabilidade dessa op√ß√£o de sistema agroflorestal. (mais…)

Agricultura familiar ganha novo estímulo para produzir!

quinta-feira, setembro 8th, 2016
As produ√ß√Ķes de milho, feij√£o e arroz, al√©m do leite, s√£o beneficiados pelo novo incentivo do governo - Imagem: Divulga√ß√£o/Cl√°udio Bezerra/ Globo Ecologia.

As produ√ß√Ķes de milho, feij√£o e arroz, al√©m do leite, s√£o beneficiados pelo novo incentivo do governo – Imagem: Divulga√ß√£o/Cl√°udio Bezerra/ Globo Ecologia.

Sempre abordamos aqui a√ß√Ķes que est√£o estimulando o desenvolvimento da agricultura familiar pelo pa√≠s afora. Dessa vez, a boa nova √© de √Ęmbito nacional e marcou o in√≠cio da safra 2016/17 e tamb√©m do plano safra da agricultura familiar, em 1¬ļ de julho.

Trata-se do incentivo do governo, por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agr√°rio, em disponibilizar cerca de 30 bilh√Ķes de reais para cr√©ditos agr√≠colas destinados √† produ√ß√£o familiar.

Espera-se dessa forma incentivar os pequenos e m√©dios produtores a produzir mais e em especial, produzir alimentos com destino √† cesta b√°sica como arroz, feij√£o, milho e leite. Tais produtos receberam um incentivo a mais, uma vez que seus juros de custeio ca√≠ram para 2,5% ao ano. (mais…)

Produtores goianos aprendem sobre manejo agroecológico em seminário!

segunda-feira, setembro 5th, 2016
Manejo agroecológico foi o tema do seminário realizado pela Emater/GO e Embrapa - Imagem: Jornal Ocupação/O extensionista.

Manejo agroecológico foi o tema do seminário realizado pela Emater/GO e Embrapa РImagem: Jornal Ocupação/O extensionista.

No início de julho a cidade de Teresópolis de Goiás recebeu o seminário sobre Manejo Agroecológico ministrado pela Emater -GO  em parceria com a Embrapa. A intenção do evento foi apresentar os benefícios desse tipo de manejo, visto como prática sustentável, aos pequenos produtores.

O semin√°rio abordou o manejo do solo com base na agroecologia, ci√™ncia que estuda e pesquisa as variadas pr√°ticas sustent√°veis e produtivas. O tema foi discutido nas palestras e recebeu muitas d√ļvidas e exposi√ß√Ķes por parte do p√ļblico.

Outra tema pontuado no evento foi a utiliza√ß√£o de compostos org√Ęnicos, como o capim e o excremento animal, para a realiza√ß√£o do manejo agroecol√≥gico de forma econ√īmica. Tal a√ß√£o dispensa o uso de fertilizantes sint√©ticos, viabilizando a reciclagem de tais compostos. (mais…)

Boas novas para os cultivos org√Ęnicos do Rio Grande do Norte!

quinta-feira, setembro 1st, 2016
A produ√ß√£oe org√Ęnica de seu Francisco Fran√ßa √© uma das contempladas por essa a√ß√£o - Imagem: Fred Veras/Ag√™ncia Sebrae de Not√≠cias.

A produ√ß√£o org√Ęnica de seu Francisco Fran√ßa √© uma das contempladas por essa a√ß√£o – Imagem: Fred Veras/Ag√™ncia Sebrae de Not√≠cias.

J√° dissemos algumas vezes aqui que conhecer √© o primeiro passo para melhorar. Quando se aplica essa frase na agricultura significa dizer que entender e mapear os agricultores, seus cultivos e necessidades abrem caminhos para oferecer a√ß√Ķes mais eficientes, buscando sua melhoria produtiva, social e econ√īmica. O Rio Grande do Norte, por sua vez, j√° est√° atuando nessa dire√ß√£o.

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e o MAPA (Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento) estiveram no estado em meados de junho/julho para conhecer e mapear produtores e cooperativas org√Ęnicas. O trabalho tem a inten√ß√£o de fortalecer a parceria entre as institui√ß√Ķes, facilitando a amplia√ß√£o de projetos voltados √† agricultura org√Ęnica, atrav√©s do Programa de Aquisi√ß√£o de Alimentos (PAA), ofertando assim produtos cada vez mais saud√°veis √†s comunidades atendidas.

O PAA √© uma a√ß√£o em que a Conab compra os alimentos produzidos e os doa para uso em institui√ß√Ķes previamente cadastradas, garantindo a seguran√ßa alimentar desses locais. (mais…)

Comunicação e extensão rural juntas em prol do desenvolvimento do Cariri/Ceará!

segunda-feira, agosto 29th, 2016
Registro da capacitação - Imagem: Adilson Nóbrega /Embrapa.

Registro da capacitação РImagem: Adilson Nóbrega /Embrapa.

No final de junho a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) trabalhou em conjunto com radialistas da região do Cariri para auxiliar no desenvolvimento regional, atuando baseada em uma agenda definida em função do diagnóstico rápido e participativo dos técnicos rurais.

Tal a√ß√£o foi um dos frutos da Oficina de Comunica√ß√£o, Desenvolvimento e Extens√£o Rural, dentro das a√ß√Ķes do Projeto A√ß√Ķes de Capacita√ß√£o e de Divulga√ß√£o de Informa√ß√Ķes Tecnol√≥gicas em Apoio √† Inclus√£o Produtiva Rural no Plano Brasil Sem Mis√©ria (PBSM).

Uma rede online que junta os comunicadores sociais das r√°dios, Embrapa e IFCE (Instituto Federal do Cear√°) e os extensionistas da Ematerce foi criada para facilitar o cumprimento da agenda de trabalhos. Para tanto foram definidos as atua√ß√Ķes objetivas da comunica√ß√£o local e regional, alinhadas √†s pol√≠ticas de assist√™ncia t√©cnica, da produ√ß√£o agropecu√°ria e da sustentabilidade ambiental no Cariri. O planejamento estrat√©gico √© a base que sustenta toda a realiza√ß√£o da agenda.

(mais…)

Guia “Boas Compras da Agricultura Familiar” na baixada santista!

sexta-feira, agosto 26th, 2016
Imagem: Guia "Boas Compras da Agricultura Familiar".

Imagem: Guia “Boas Compras da Agricultura Familiar”.

O Observat√≥rio Litoral Sustent√°vel, uma Organiza√ß√£o N√£o Governamental (ONG), firmou um conv√™nio com a Petrobras e o Governo Federal para incentivar as prefeituras da regi√£o da Baixada Santista (SP) a localizar produtores locais e adquirir seus produtos. O Guia batizado de “Boas Compras da Agricultura Familiar” contou com a ajuda do Instituto P√≥lis para ser realizado.

O material pode ser conferido pela internet e aponta as vantagens de comprar produtos oriundos da agricultura familiar e do pescado, objetivando informar os √≥rg√£os p√ļblicos locais sobre as pol√≠ticas governamentais existentes para compra de alimentos vindos desse setor agr√≠cola. Dessa forma, ser√° poss√≠vel identificar os agricultores tanto para facilitar o acesso de pol√≠ticas p√ļblicas aos produtores, quando para ampliar a atua√ß√£o de cooperativas, associa√ß√Ķes e organiza√ß√Ķes no mercado p√ļblico.

(mais…)

Agroecologia se consolida em Corumb√°/MS!

segunda-feira, agosto 22nd, 2016
Registro da Feira Agroecológica que acontece toda terça no campus da UFMS em Corumbá - Imagem: Kleverton Velasques/Portal da Prefeitura de Corumbá.

Registro da Feira Agroecológica que acontece toda terça no campus da UFMS em Corumbá РImagem: Kleverton Velasques/Portal da Prefeitura de Corumbá.

Através da ajuda da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) a agroecologia tem ganhado espaço e o gosto dos consumidores. Isso porque há pouco mais de dois meses o campus de Corumbá cedeu aos produtores um espaço para a realização da feira de produtos agroecológicos. O sucesso é comprovado a olhos vistos e tem contribuído para ajudar os agricultores familiares da região a aumentar suas rendas e garantir melhor qualidade de vida.

O caminho para chegar até a feira passou por vários projetos de transição agroecológica desenvolvidos e apoiados pela Universidade e pela Embrapa Pantanal. Atualmente o grupo de agricultores participantes da feira formou um grupo batizado de Bem-Estar, produzindo alimentos agroecológicos e vendendo-os a preço justo.

A feira j√° conta com seis produtores e deve aumentar esse n√ļmero em breve, uma vez que novas comunidades produtivas est√£o se aproximando da Universidade para participar da a√ß√£o. O p√ļblico consumidor tamb√©m aumenta a cada dia, pois a divulga√ß√£o boca-a-boca tem expandido as fronteiras desse com√©rcio direto, natural e econ√īmico. A Embrapa Pantanal visita com frequ√™ncia o local para acompanhar a evolu√ß√£o do projeto.

Para os adubadores do futuro de Corumbá que nos acompanham fica o recado: toda terça-feira, das 8h às 11h, acontece a Feira Agroecológica. O local é o campus da UFMS na avenida Rio Branco, 1.240, Bairro Universitário.

Fonte: Agrolink

A contribuição da adubação verde para a agroecologia

A aduba√ß√£o verde √© uma t√©cnica agr√≠cola que coopera com as bases de produ√ß√£o agroecol√≥gica porque cuida do solo e controla pragas e doen√ßas de forma natural pelo uso dos adubos verdes, esp√©cies vegetais que promovem a sa√ļde produtiva de forma econ√īmica e 100% sustent√°vel.

Saiba mais sobre o que a adubação verde pode fazer pelo cultivo agroecológico acessando a loja online de sementes para adubação verde EcoSeeds, conheça todas as sementes, escolha aquela mais adequada à sua produção e entre para o time dos produtores 100% parceiros do meio ambiente.

 

O cen√°rio piracicabano da Agricultura Familiar!

segunda-feira, agosto 1st, 2016
A olericultura é uma das forças da agricultura familiar piracicabana - Imagem: Justino Lucente/Educativa FM.

A olericultura é uma das forças da agricultura familiar piracicabana РImagem: Justino Lucente/Educativa FM.

A agricultura familiar est√° presente e em pleno desenvolvimento no pa√≠s todo. A √ļltima estimativa do governo federal apontou que 75% dos alimentos consumidos no Brasil s√£o oriundos de propriedades familiares. Isso n√£o seria diferente na cidade de Piracicaba, distante 138km de S√£o Paulo, capital. Por l√°, a Coordenadoria de Assist√™ncia (CATI) ‚Äď Casa do Agricultor de Piracicaba, que pertence √† Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema), contabilizou 290 produtores agr√≠colas familiares. Destes, 45 atuam nos varej√Ķes do munic√≠pio.

Basicamente, a produ√ß√£o familiar piracicabana concentra-se nas oler√≠colas, frutas (as principais s√£o banana, laranja e manga) e na produ√ß√£o de queijo. Todos estes produtos correspondem a 25% do volume comercializado nos 28 varej√Ķes, das √°reas centrais e bairristas. O consumo de hortifrutigranjeiro na cidade gira em torno das mil toneladas mensais.

Waldemar Gimenez, secret√°rio municipal da agricultura, refor√ßa a import√Ęncia da agricultura familiar para o munic√≠pio, destacando a comercializa√ß√£o direta de seus produtos, de boa qualidade e sempre frescos. Segundo ele, frente ao desenvolvimento do setor na cidade, compete ao Poder Executivo prover orienta√ß√£o e assist√™ncia t√©cnicas aos produtores, que os auxiliam durante todo o ciclo produtivo: do plantio √† comercializa√ß√£o, passando pelos processos de melhoria e manuten√ß√£o da propriedade.

O panorama de Piracicaba, certamente, é muito semelhante em diversas cidades do país, que por meio do auxílio técnico conseguem expandir sua produção garantindo o suprimento da demanda local, fortalecendo a economia municipal e aumentando a renda dos agricultores familiares. Isso é um próspero caminho para continuar a #adubarofuturo do setor.

Fonte: A Província.

Agricultura familiar e sua melhoria produtiva

Produtor, quer saber como incrementar sua produção cuidando do futuro do solo?

Apresentamos a adubação verde e seus benefícios! Dentre eles, a recuperação, o recondicionamento e o melhoramento do solo, potencializando seus aspectos químicos, físicos e biológicos.

Com o uso da aduba√ß√£o verde sua produ√ß√£o ganhar√° com cuidados sustent√°veis e econ√īmicos, que s√£o recompensados pela alta rentabilidade da sua cultura, seja ela oler√≠cola, fruticultora ou pecu√°ria.

Saiba mais sobre os benefícios da adubação verde acessando a EcoSeeds, loja online de sementes para adubação verde da Sementes Piraí. Informe-se e garanta seu próximo ciclo produtivo, adquirindo seus adubos verdes.

 

Dia de Campo sobre manejo de solo e √°gua auxilia agricultores no RS!

sexta-feira, julho 29th, 2016
Agricultores na propriedade da família Conti durante o Dia de Campo - Imagem: Emater/RS.

Agricultores na propriedade da família Conti durante o Dia de Campo РImagem: Emater/RS.

A Emater/RS-Ascar realizou no final de maio um dia de campo sobre manejo e conserva√ß√£o de solo e √°gua para fam√≠lias rurais da comunidade S√£o Roque, em Tuparendi. A maioria do p√ļblico √© benefici√°ria da Chamada P√ļblica da Agroecologia. O dia de campo tamb√©m contou com um balan√ßo das atividades realizadas at√© o momento pela Chamada, planejando o futuro da a√ß√£o para 2017.

O dia de campo apresentou, por meio dos engenheiros agr√īnomos da Emater, alguns esclarecimentos sobre plantas de cobertura de inverno e ver√£o e sua import√Ęncia na a√ß√£o de recupera√ß√£o e melhoria das condi√ß√Ķes naturais do solo em lavouras anuais e perenes. Outro ponto destacado pelos profissionais foi o sistema integrado de pr√°ticas de conserva√ß√£o do solo.

Outros temas abordados foram a descompactação do solo, rotação de culturas e o terraceamento em plantio direto. Uma das propridades está servindo de base para as práticas demonstradas. A produção do senhor Estefano Cappellari tem uma área demonstrativa com plantas de cobertura de inverno e posteriormente, verão. Com os primeiros resultados observados, outros dias de campos serão realizados para apresentar o andamento das propostas para os agricultores.

A propriedade da fam√≠lia Conti foi outra que abriu espa√ßo para mostrar as atividades pr√°ticas desenvolvidas pela Emater, como o quadro de ra√≠zes de 11 culturas, como sorgo, milheto e aveia-preta. A inten√ß√£o do Dia de Campo foi provocar os agricultores a tirarem suas d√ļvidas sobre as pr√°ticas de conserva√ß√£o, objetivando sua ado√ß√£o e evitando assim, problemas com a eros√£o, que devasta o solo e contribui para a perda de √°gua.

Fonte: Agrolink.

Plantas de cobertura: saiba mais!

Você sabia que as tais plantas de cobertura podem ser os adubos verdes?

Pois bem, essas plantas possuem características recicladoras, recuperadoras e melhoradoras do solo, reavivando seu potencial produtivo natural, implicando em benefícios diretos e indiretos para a própria lavoura e o meio ambiente.

Conhe√ßa todos os adubos verdes e suas fun√ß√Ķes acessando a EcoSeeds, loja virtual de sementes para aduba√ß√£o verde da Sementes Pira√≠. Informe-se e inclua no seu pr√≥ximo ciclo produtivo os benef√≠cios da aduba√ß√£o verde e entre para o time dos produtores parceiros da sustentabilidade.

Agricultura familiar nordestina ampliar√° horizontes com ajuda da ONU!

sexta-feira, julho 22nd, 2016
Com a extens√£o de projetos com a atua√ß√£o do FIDA, a agricultura familiar nordestina poder√° ampliar sues horizontes, melhorando suas condi√ß√Ķes - Imagem: Ant√īnio Carlos Alves/Di√°rio do Nordeste.

Com a extens√£o dos projetos financiados pelo FIDA a agricultura familiar nordestina poder√° ampliar seus horizontes, melhorando suas condi√ß√Ķes – Imagem: Ant√īnio Carlos Alves/Di√°rio do Nordeste.

A ONU (Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas) anunciou por meio de seu Fundo Internacional de Desenvolvimento Agr√≠cola (FIDA), um novo foco de trabalho para a agricultura familiar nordestina, objetivando a expans√£o de projetos que promocionem o setor.¬† O an√ļncio feito no final de maio veio acompanhado do lan√ßamento de um estudo sobre a pobreza rural nas regi√Ķes Norte e Nordeste, com o objetivo de destacar o papel da agricultura familiar para a revers√£o desse cen√°rio. A a√ß√£o contar√° com o apoio do Centro Internacional de Pol√≠ticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG) do Programa das Na√ß√Ķes Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Instituto de Pesquisas Econ√īmicas Aplicadas (IPEA).

Desde a d√©cada de 80 o FIDA j√° atua em conjunto com os governos federal e estadual nos projetos de desenvolvimento agr√≠cola no semi√°rido nordestino, nos estados de¬†Alagoas, Bahia, Cear√°, Para√≠ba, Piau√≠ e Rio Grande do Norte. A inten√ß√£o √© agora √© atender as regi√Ķes de transi√ß√£o para a floresta amaz√īnica no Maranh√£o e de mata atl√Ęntica em Pernambuco, por meio de dois projetos de desenvolvimento rural. Os projetos est√£o em fase de elabora√ß√£o, com previs√£o de aprova√ß√£o para o final de 2016 (Maranh√£o) e in√≠cio de 2017 (Pernambuco).

Para essas novas a√ß√Ķes o FIDA se baseia em quatro estudos sobre a pobreza rural no Brasil elaborados pelo IPC-IG em parceria com o IPEA:

  • ‚ÄúPol√≠ticas p√ļblicas para o desenvolvimento rural e de combate √† pobreza no campo‚ÄĚ;
  • ‚ÄúPerfil da pobreza: Norte e Nordeste rurais‚ÄĚ;
  • ‚ÄúCondi√ß√£o fiscal do setor p√ļblico no Brasil: uma an√°lise com √™nfase nos estados das regi√Ķes Norte/Nordeste e no financiamento para o desenvolvimento rural‚ÄĚ;
  • ‚ÄúAs mudan√ßas clim√°ticas e os impactos sobre a agricultura familiar no Norte e Nordeste do Brasil”.

Os novos projetos ser√£o mais um marco em prol do desenvolvimento sustent√°vel da agricultura familiar, colaborando diretamente para a promo√ß√£o da seguran√ßa alimentar, do crescimento econ√īmico, da valoriza√ß√£o do estudo e capacita√ß√£o agr√≠cola e claro, contribuindo para diminuir o √™xodo rural jovem. Dessa forma, o horizonte da agricultura familiar nordestina caminhar√° com prosperidade. Isso √© #adubarofuturo!

Fonte: ONU BR.

Falando em agricultura familiar e seu desenvolvimento

Por que não falarmos de uma ação que colabora para a melhoria produtiva e por consequência ajuda economicamente os pequenos e médios produtores?

Trata-se da adubação verde, uma técnica agrícola milenar e sustentável que age para recuperar ou melhorar os aspectos químicos, físicos e biológicos do solo, tendo seus demais benefícios observados em prol da qualidade da cultura e de apoio ao meio ambiente.

Quer saber mais? РAcesse a loja online de sementes para adubação verde, EcoSeeds, se informe sobre a técnica e confie seu próximo ciclo produtivo à adubação verde. O resultado será maior produtividade, com economia de gastos e rentabilidade!