Posts Tagged ‘crotalária juncea’

Leguminosas no canavial!

sexta-feira, novembro 4th, 2016

crotalariajuncea_programacanaviavelPesquisadores do Polo Regional de Piracicaba da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios de São Paulo (APTA) estudaram há seis anos os benefícios das leguminosas quando à incorporação de nitrogênio. Os resultados apresentados mostram as vantagens no uso de tais plantas em variadas culturas, como a canavieira.

Segundo a pesquisa a adubação verde em cana-de-açúcar chega a substituir a aplicação de 70 quilos de N2 por hectare, aumentando em média 25% a produtividade do produto. Edmílson Ambrosano, um dos pesquisadores da APTA, indica que tal ação é significativa em termos de economia para o produtor. Esta é a segunda pesquisa da APTA Regional que mostra a incorporação de nitrogênio com o uso de leguminosas. (mais…)

Adubação Verde nas férias escolares!

sexta-feira, dezembro 18th, 2015
Crianças da Escola 21 de Abril durante o plantio de adubos verdes na horta - Imagem: Tatiane Cruz.

Crianças da Escola 21 de Abril durante o plantio de adubos verdes na horta – Imagem: Tatiana Cruz.

Talvez o título desse post pareça meio estranho, não é? – Mas, continue a acompanhar o texto que você vai entendê-lo!

Sementes Piraí, nossa adubadora, tem compromisso firmado com a sustentabilidade na produção e sempre incentivam iniciativas dentro desse cenário, por meio da doação de sementes. E mais uma vez, somos os portadores de um desses episódios.

Hoje, a história é gaúcha de Caxias de Sul, tchê! E quem nos relata é Flávio Hillebrand, engenheiro agrônomo responsável pela ação.

“A Escola 21 de Abril está situada na linha Sebastopol, distrito de Vila Cristina, em Caxias do Sul. É umas das poucas escolas multisseriadas que restam com alunos do pré até a 5° série, juntos no mesmo ambiente. Nesta região há predominância de pequenos agricultores, cuja atividade principal é a produção de hortaliças, destinadas principalmente às Feiras do Agricultor e a programas oficiais como Banco de Alimentos, Merenda Escolar e Ponto de Safra. A proposta da horta orgânica partiu da coordenação da escola, dentro de sua linha pedagógica de inserção e pertencimento à comunidade. O objetivo é despertar nas crianças e quiçá nos pais, o interesse pela agricultura orgânica e sustentabilidade, e conta com a parceria da Secretaria da Agricultura através dos Agrônomos Cristiano Alvorecem e Flávio Hillebrand.”

A partir do interesse da coordenadoria da escola, os agrônomos Alvorecem e Hillebrand correram atrás de sementes que viabilizassem o projeto e através da ação de Doação de Sementes da Sementes Piraí, conseguiram as seguintes espécies:

A partir daí, agrônomos e professores se juntaram na tarefa de auxiliar os alunos a plantar as espécies de adubos verdes na horta escolar, para o período de férias.

O resultado dessa plantação será colhido em forma de partilha de conhecimento para uma geração que contribuirá e muito para a disseminação da sustentabilidade agrícola na região da escola 21 de Abril.

Isso é #adubarofuturo!

Parabenizamos a Escola 21 de Abril pela iniciativa de trabalho e conscientização verde dentro da Instituição, os agronômos envolvidos na execução da ação e os nossos adubadores da Sementes Piraí que possibilitaram a realização do projeto.

Caso você também desenvolva um projeto ou uma pesquisa e quer contar com a ajuda da adubação verde via doação de sementes, contate a Sementes Piraí.

_____________________________________________________________________

Obs: o texto acima contou com a colaboração de Gabriela Dandolini da Silveira, do setor de comunicação da SMAPA/Caxias do Sul. Agradecemos a ela por todo o apoio.

 

 

Sobre a importância de reformar o canavial!

quinta-feira, abril 30th, 2015
O Programa Canaviável da Sementes Piraí, utiliza a técnica da adubação verde na implantação e/ou na reforma do canavial.

O Programa Canaviável da Sementes Piraí, utiliza a técnica da adubação verde na implantação e/ou na reforma do canavial.

Os produtores canavieiros bem sabem da agressividade da cana-de-açúcar ao solo, depois de quatro ou cinco anos de cultivo direto. Sabem também da importância de reciclar esse solo “batido” visando seu melhor aproveitamento para um novo ciclo com a própria cana-de-açúcar.

E é nessa fase que entra a importância da reforma do canavial com a adubação verde! A técnica milenar vem sendo estudada constantemente por diversas unidades da Embrapa, que usam as sementes de Crotalária para suas pesquisas, já apontando resultados extremamente satisfatórios.

As Crotalárias possuem várias vantagens enquanto adubo verde: sua capacidade em produzir grande quantidade de biomassa, além de suas raízes pivotantes que favorecem a absorção de nutrientes das camadas mais profundas do solo. Outro ponto muito positivo, é a excelente ação como fixadora de nitrogênio, graças às associações com as bactérias. Sua matéria decomposta também auxilia no desenvolvimento do canavial.

O pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS), Cesar José da Silva, salienta que a técnica de adubação verde com as Crotalárias já está sendo incorporada pela Usinas da região e que já estão susbtituindo por completo, em algumas delas, a técnica de adubação nitrogenada no plantio de cana.

A ressalva que o pesquisador faz é sobre a escolha, a forma de cultivo e o manejo da Crotalária ideal. A variação spectabilis tem ação nematicida e fixa nitrogênio em torno de 100 a 160 Kg/ha-1. Já a juncea, também tem ação contra os nematoides, mas se desenvolve inicialmente mais rápido que a spectabilis, fixando nitrogênio em torno de 300 a 400 Kg/ha-1. E a variação ochoroleuca tem raízes capazes de romper as camadas adensadas do solo, são resistentes ao estresse hídrico e possuem também ação nematicida.

Outra observação importante feira por Silva é o período de renovação: a adubação verde deve ocorrer entre outubro a março, período esse de “janela” em que o solo não está sendo ocupado pela cana-de-açúcar. Enquanto o manejo da técnica acontece quando a espécie está na plenitude do florescimento.

Para saber mais sobre qual Crotalária usar, de que forma e outras informações pertinentes ao processo de renovação canavieira com a adubação verde, nossos Adubadores da Sementes Piraí tem conteúdo exclusivo em seu site: o programa Canaviável. Só acessar e se fartar de informação!

Fazer #adubaçãoverde nas culturas canavieiras é #adubarofuturo com rentabilidade, economia e claro, muita sustentabilidade :D

Maiores informações em: http://ow.ly/MkfwM

Fonte: Grupo Cultivar.

Adubação verde melhora o solo dos tabuleiros costeiros

quinta-feira, julho 31st, 2014

O sul de Alagoas apresenta uma topografia tão plana que é chamada de tabuleiro, propício para a mecanização da lavoura canavieira. Por outro lado, na região chove menos e os solos são mais pobres

Crotalária-juncea integra o coquetel de adubação verde utilizado pela usina Coruripe em Alagoas

Um tapete; assim pode ser considerada a maioria das áreas canavieiras localizadas no sul de Alagoas, a topografia plana dos chamados tabuleiros costeiros é fundamental para a mecanização da cultura, condição que passou a ser essencial para a continuidade da atividade. No entanto, se a região oferece o benefício da topografia plana, apresenta como problemas a menor quantidade chuva e solo mais pobre, onde predomina o argissolo amarelo e argissolo acinzentado.

Por meio da irrigação, os produtores tentam compensar a falta de chuva e com o uso dos fertilizantes, o solo é enriquecido. Com o passar do tempo, os fertilizantes químicos ganharam o reforço dos subprodutos da cana como vinhaça e torta de filtro. Mas cabeça de pesquisador e dos profissionais do campo não para, por isso, acharam que a adoção de adubos verdes e técnicas agrícolas conservacionistas poderiam cooperar para e melhoria dos solos nos tabuleiros costeiros.
(mais…)