Posts Tagged ‘cana-de-açúcar’

Alerta vermelho nos canaviais gaúchos

quarta-feira, abril 19th, 2017

nematoides_galha_sementes_pirai_adubar

Os nematoides já são considerados “velhos conhecidos” das lavouras brasileiras, em especial soja e cana-de-açúcar. Porém, o alerta vermelho emitido no Rio Grande do Sul chama a atenção para um tipo específico de nematoide, o Meloidogyne ethiopica, sendo esse o primeiro relato mundial a ser constatado em raízes da cana-de-açúcar. (mais…)

Outlook Fiesp 2026: projeções para o agronegócio brasileiro!

quinta-feira, dezembro 15th, 2016
outlookfiesp

Imagem: Outlook Fiesp 2026.

A Fiesp lançou recentemente um documento completo sobre o futuro do agronegócio brasileiro. Após um período conturbado no cenário político-econômico do país a certeza é uma só: ainda que o setor sentisse o impacto da situação pela qual o país passava, seu crescimento não deixou de existir e a classe foi a primeira a enxergar a luz no fim do túnel, retomando a expectativa e a confiança.

O índice de confiança do agronegócio (ICAgro) registrou alta considerável no terceiro trimestre deste ano, alcançando 106,3 pontos, o que representou aumento de pouco mais de 4% quando comparado ao segundo trimestre, reafirmando as boas perspectivas que o setor tem para os próximos períodos. Outro ponto importante está na recuperação de renda nas culturas de cana, café e laranja, ajudada pela valorização do real  e o aumento do preço em dólar dessas commodities. (mais…)

Meiosi Cana-MPB com Crotalária oferece excelente resultado

quinta-feira, dezembro 8th, 2016

_________________________________________________________________________

Obs: O texto de hoje é uma reprodução integral do excerto da Revista Cana Online. Agradecemos e creditamos a Cana Online todo o conteúdo textual postado abaixo.

_________________________________________________________________________

No caso, o adubo verde mais recomendado é a Crotalária-juncea

Rolo-faca em área com Crotaláia-juncea - Imagem: Sementes Piraí.

Rolo-faca em área com Crotaláia-juncea – Imagem: Sementes Piraí.

A cana-muda proveniente de mudas pré-brotadas (MPB) apresenta alta sanidade, mais vigor, maior perfilhamento e maior taxa de multiplicação. Mas se elas forem tombadas em áreas que receberam adubação verde, o desempenho será melhor ainda. Por isso, já há várias iniciativas no setor de prática de Meiosi, intercalando a MPB com culturas que alimentam o solo.

A adubação verde também pode ser utilizada com sucesso na Meiosi com MPB, prática que vem se intensificando nos últimos três anos. No caso, o adubo verde mais recomendado é a Crotalária-juncea. (mais…)

Estudo indica que culturas de rotação trazem aumento de produtividade para a cana entre 8% e 33%

quinta-feira, novembro 24th, 2016

_________________________________________________________________________

Obs: O texto de hoje é uma reprodução integral do excerto da Revista Cana Online. Agradecemos e creditamos a Cana Online todo o conteúdo textual postado abaixo.

_________________________________________________________________________

 

crotalariajuncea_canavial_canaviavelUma maneira de aumentar a produtividade da cana-de-açúcar é tornar o ambiente de produção mais favorável, o que pode ser feito com o uso de adubos verdes, leguminosas, em pré-cultivo à cana-de-açúcar. Essas plantas são empregadas nas áreas de implantação e reforma dos canaviais, constituindo uma alternativa importante para a reciclagem de nutrientes, com economia da adubação nitrogenada e geração de renda. Outros benefícios dessa prática são a conservação do solo, incremento de matéria orgânica e controle de plantas invasoras.

Vale destacar que o Brasil é o 6º maior consumidor de fertilizantes nitrogenados, sendo que grande parte desta demanda, aproximadamente 63%, é suprida com a importação deste insumo e com projeção para que chegue a 82% em 2025. (mais…)

Reforçando o convite: Inovações no Setor Sucroenergético: Agrícola, Indústria e Custos!

quarta-feira, novembro 23rd, 2016
Imagem: GELQ.

Imagem: GELQ.

Dias 15 e 16 de dezembro acontece o simpósio “Inovações no Setor Sucroenergético: Agrícola, indústria e custos”. O evento é uma realização do Arranjo Produtivo Local do Álcool (APLA), tendo como organização o Grupo de Estudos “Luiz de Queiroz” (GELQ) e o Pecege, da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”.

O Simpósio tem como finalidade a divulgação de inovações para todo o setor sucroenergético, desde o plantio da cana-de-açúcar até o processamento da mesma em açúcar, etanol e energia passando por todos os custos envolvendo estas áreas. (mais…)

2º Ciclo de Seminários Agrícolas BioSul 2016

terça-feira, novembro 22nd, 2016
Programação do evento - Imagem: Divulgação.

Programação do evento – Imagem: Divulgação.

Partilhamos o convite da BioSul e da Embrapa para o 2ºCiclo de Seminário Agrícolas BioSul 2016, que será realizado na próxima quinta-feira, das 08h as 17h, na Embrapa em Dourados/MS. (mais…)

Sementes Piraí lança o maior portal de adubação verde do Brasil!

segunda-feira, novembro 21st, 2016

Novo site é mais uma inovação na forma da empresa se comunicar e atender produtores de todo o país

topo_news_portal

A Sementes Piraí lançou na última terça, feriado da Proclamação da República, seu novo portal. Batizado de “República da Adubação Verde” o site é mais um canal de comunicação que atende a prerrogativa da empresa de estar em contato direto e permanente com os produtores, inovando na forma de se comunicar.

O nome do portal “República da Adubação Verde” vem da visão que a Sementes Piraí tem de elevar o Brasil como maior produtor agropecuário, sempre norteado pela sustentabilidade produtiva. “O Brasil já é um país ativo e importante quando se fala em adubação verde. Uma vez que já somos considerados a República do Agronegócio, por que não dizermos que a Sementes Piraí atua para o que Brasil se efetive como a “República da Adubação Verde?”, afirma Thiago Rossi, responsável técnico do setor de vendas. (mais…)

Aluno de mestrado da Esalq/USP receberá prêmio IPNI 2016 por estudos com adubação verde!

sexta-feira, novembro 18th, 2016
O mestrando da Esalq, Saulo Augusto Quassi de Castro, premiado no IPNI 2016 - Imagem: Cristiano Ferrari.

O mestrando da Esalq, Saulo Augusto Quassi de Castro, premiado no IPNI 2016 – Imagem: Cristiano Ferrari.

Saulo Augusto Quassi de Castro, aluno de mestrado no programa de Solos e Nutrição de Plantas da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), se inscreveu no primeiro semestre deste ano no prêmio IPNI 2016 (International Plant Nutrition Institute Scholar Award), sob o qual foi avaliado pelo seu currículo e pelo plano de estudo que trabalha. Agora em novembro foi agraciado ao saber que seu projeto está entre os 4 melhores do Brasil inscritos no prêmio e entre os 36 melhores do mundo.

O prêmio IPNI apoia iniciativas que desenvolvam novas tecnologias de manejo, contribuindo dessa forma para atender a demanda global da produção de alimentos, agroenergia e fibras, sempre vinculadas à sustentabilidade do sistema agrícola. O mestrando viu no prêmio uma possibilidade de apresentar ao mundo sua contribuição por uma produção mais “verde”. (mais…)

Chega de Nematoide na cana-de-açúcar!

quinta-feira, novembro 10th, 2016

Projeto da Sementes Piraí entrevista o Professor Mário Inomoto, especialista em fitopatologia e entomologia

chegadenematoidecana_sementespiraiA Sementes Piraí lançou nesta semana seu novo conteúdo para o Projeto Chega de Nematoide: a entrevista do Professor Mário Inomoto, um dos consultores do site Controle os Nematoides,  enfocando dessa vez a cultura canavieira. Na expectativa da retomada econômica do setor, a entrevista apresenta informações atualizadas sobre a ação dos nematoides e como eles podem ser controlados com o auxílio da adubação verde.

O cenário de prejuízos na lavoura canavieira causados por esses seres quase microscópicos é devastador e preocupante. Na entrevista, Inomoto pontua que as perdas na cultura variam de 20 a 40%, perdendo em média (considerando um exemplo de 70 toneladas) cerca de 1.000 a 1.500,00 reais por hectare.

Das espécies mais encontradas na cana-de-açúcar a mais comum é Pratylenchus zeae, seguida por Meloidogyne javanica, o Meloidogyne incognita e o Pratylenchus brachyurus. Considerado o nível de dano causado por essas pragas a ordem se altera, apresentando-se assim: Meloidogyne incognita, Meloidogyne javanica, Pratylenchus zeae e o Pratylenchus brachyurus. (mais…)

Leguminosas no canavial!

sexta-feira, novembro 4th, 2016

crotalariajuncea_programacanaviavelPesquisadores do Polo Regional de Piracicaba da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios de São Paulo (APTA) estudaram há seis anos os benefícios das leguminosas quando à incorporação de nitrogênio. Os resultados apresentados mostram as vantagens no uso de tais plantas em variadas culturas, como a canavieira.

Segundo a pesquisa a adubação verde em cana-de-açúcar chega a substituir a aplicação de 70 quilos de N2 por hectare, aumentando em média 25% a produtividade do produto. Edmílson Ambrosano, um dos pesquisadores da APTA, indica que tal ação é significativa em termos de economia para o produtor. Esta é a segunda pesquisa da APTA Regional que mostra a incorporação de nitrogênio com o uso de leguminosas. (mais…)

Agronegócio em 2017: como será?

terça-feira, novembro 1st, 2016
Boas projeções animam o cenário do agronegócio para 2017 - Imagem: ABAG.

Boas projeções animam o cenário do agronegócio para 2017 – Imagem: ABAG.

Bom, se depender do clima do próximo ano o agronegócio muito provavelmente não terá do que reclamar. Pelo menos é isso que afirmam especialistas da área, como Adriana Mascarenhas, gestora de economia da Famasul.

Segundo Adriana não é somente o clima que está favorecendo o otimismo das projeções, a economia também tem sua fatia. O mercado interno retomou seus processos e para 2017 será verificado um aumento nessa demanda, em especial ao setor animal. Além disso, o mercado externo deve manter os patamares de consumo e valores de negócios.

A ressalva econômica feita pela gestora é para o câmbio. Neste ano, tivemos uma valorização do câmbio, o que resulta em maior competitividade aos produtos importados. Em 2017 a valorização se manterá e isso pode ser o fator que “balançará” a produção interna, no tocante às commodities. (mais…)

Secretaria da Agricultura do Estado de SP traça panorama das exportações do agronegócio!

quarta-feira, outubro 26th, 2016
2411_porto_santos_exportacao-600x405

Exportações do agronegócio ajudam a manter economia do estado, segundo a Secretaria – Imagem: Divulgação.

Nos primeiros nove meses desse ano o Estado de São Paulo exportou US$34,47 bilhões, 2,3% mais do que no mesmo período no ano passado, e importou US$ 38,66 bilhões, ou seja, 21,9% a menos do que nos nove primeiros meses de 2015, segundo dados da Secretaria de Agricultura Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do seu Instituto de Economia Agrícola (IEA). Dessa forma, o déficit comercial ficou na casa dos 4,2 bilhões de dólares, registrando queda de 73% em comparação ao mesmo período do ano passado.

O desempenho foi assim registrado pela IEA: as exportações somaram US$13,75 bilhões, um aumento de quase 18%, já as importações setoriais retraíram quase 15%, totalizando US$3,34 bilhões, o que resultou em um superávit de US$10,41 bilhões. (mais…)

Agricultura paulista melhora seus índices graças às pesquisas!

terça-feira, outubro 25th, 2016
O setor canavieiro foi um dos temas mais pesquisados nos últimos 30 anos pelas iniativas de pesuqisa apoiadas pela Fapesp - Imagem: Viralcool.

O setor canavieiro foi um dos temas mais pesquisados nos últimos 30 anos pelas iniciativas de pesquisa apoiadas pela Fapesp – Imagem: Viralcool.

A Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) avaliou como seus projetos de pesquisa tem contribuído para melhorar a produtividade na agricultura paulista e os resultados não poderiam ser mais animadores: a cada 1 real investido com recursos públicos nas áreas de pesquisa, Educação Superior e transferência de conhecimento (extensão rural), a agricultura do estado retorna para a economia uma média de 11,00 reais.

Segundo o Professor Paulo Fernando Cidade de Araújo, da Esalq/USP, os investimentos em pesquisa destinados à agricultura devem estar inclusos da lista de prioridades do Governo Estadual, uma vez que seu retorno é certo e contribui, e muito, para alavancar o PIB do estado. Paulo foi o coordenador do estudo.

O estudo pontua que a cada aumento de 10% nos gastos em pesquisa, nas suas diversas vertentes, resulta em quase 5% de incremento à produtividade agropecuária. (mais…)

6ªReunião do Grupo Fitotécnico de Cana IAC em 2016

segunda-feira, outubro 10th, 2016

Partilhamos abaixo o convite do IAC para sua 6º Reunião do Grupo Fitotécnico que acontece amanhã e abordará o tema “Adubação para promover a produtividade de três digítos”:

imagem_iac

Imagem: IAC.

Para mais informações, seguem os contatos: (mais…)

Cuidados para a conservação do solo canavieiro!

segunda-feira, setembro 26th, 2016
O cuidado com o solo canavieiro será uma das palestras da  - Imagem: Divulgação.

O cuidado com o solo canavieiro será uma das palestras da XX Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água  – Imagem: Divulgação.

Quem estiver presente na XX Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, a ser realizada entre 20 a 24 de novembro de 2016, em Foz do Iguaçu/ Paraná, terá a oportunidade de se informar sobre o uso de sistema sustentável de solo e água para todos os biomas do país. Uma das vertentes exploradas será a conservação do solo canavieiro mediante estudos desenvolvidos pelo IAC (Instituto Agronômico de Campinas).

Isabella Clerici De Maria, pesqusiadora do IAC, ministrará palestra sobre o tema no dia 21. Intitulada “Análise de práticas e recomendações técnicas para a conservação do solo em cana-de-açúcar” a palestra mostrará as pontuações do estudos feitos pelo IAC como a avaliação do efeitos de manejo sobre a qualidade física do solo e a análise da perda de terra e água por conta da erosão. Tais vertentes de estudo são importantes para definir modelos conservacionistas de produção.

Um exemplo citado pela pesquisadora está no desgaste significativo pelo manejo totalmente mecanizado da cana-de-açúcar, que ocasiona a compactação do solo, prejudicando sua estrutura física e sua capacidade de armazenamento hídrico, facilitando o processo erosivo. (mais…)