1dez/170

Nematoides no canavial: vamos entender a importância do manejo?

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, agronegócio, cana-de-açúcar, Canavial, educaçao, Informação, Nematoides, Piraí Sementes, Rotação de culturas, Setor Sucroenergético, Sustentabilidade por Admin em 01 de dezembro de 2017No Comments »

nematoides_cana_sementespirai

Sempre alertamos aqui sobre os perigos dos nematoides e mais uma vez, faremos esse papel: de alertar e conscientizar cada leitor sobre a importância do controle dessa praga para a saúde e longevidade da lavoura, especialmente nesse caso, da cana-de-açúcar.

Já é sabido que o canavial é uma das culturas que mais sofrem com o ataque de nematoides e que medidas devem ser tomadas para que não haja a procrastinação. Afinal, não resolver o problema é permitir que ele ganhe força. Nesse sentido, Jaime Leal do Santos, nematologista e ex-professor da Unesp, que atua hoje como consultor independente atenta para a tal procrastinação, que vem mostrando seu saldo negativo.

Estima-se que as perdas anuais do setor causadas pela presença dos nematoides chegam à 35 milhões de reais. Fora isso, há o prejuízo direto do campo como a redução da produtividade do canavial e a redução de sua longevidade, que normalmente alcança até oito cortes, mas passa no máximo aguentar quatro ou cinco.

E sabe por que acontece tudo isso? Por que o produtor entende que manejar nematoides é um custo e não um investimento, explica Santos. Tratar o solo para receber a cultura de cana ou realizar o manejo após cada corte são medidas fundamentais para que o controle da praga aconteça de forma eficaz.

O ciclo normal de uma lavoura de cana dura de um ano a um ano e meio. No intermeio de um ciclo para outro o manejo do solo com a rotação de culturas, utilizando leguminosas que não sejam hospedeiras do nematoide presente, acaba melhorando o solo, aumentando sua fixação de nitrogênio e como consequência, reduzindo a população da praga. O nematologista ainda ressalta a possibilidade do tratamento das soqueiras.

O mercado hoje oferta muitas possibilidades de controle, inclusive o biológico, mais duradouro e menos agressivo para o solo. Cabe ao produtor analisar sua terra, constatar com que tipo de “bicho” está lidando e adotar as medidas mais pertinentes. Sempre lembramos aqui da adubação verde, técnica comprovadamente biológica e que gera resultados.

Se informar é imprescindível. Investir é necessário. Cuidar é necessário. O custo adquirido é momentâneo, uma vez que um canavial sadio voltará a produzir em carga máxima e o esforço financeiro envolvido será reposto de forma multiplicada. Fica a dica e o alerta aos produtores de cana que nos acompanham ;)

Fonte: Notícias Agrícolas

Controle os nematoides da cana agora!

Falamos logo acima que a adubação verde é uma medida a ser adotada na implantação ou reforma de canaviais. Quer saber como utilizá-la? Então acesse aqui para conhecer o Controle os Nematoides, esforço da Sementes Piraí sobre o tema.

Para entender melhor o ciclo de vida, perigos e demais informações sobre os nematoides na cultura da cana, confira a entrevista do especialista Profº Mário Inomoto, consultor do Controle os Nematoides, clicando aqui.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>