8dez/175

Instituto Federal do Amazonas leva a adubação verde para dentro e fora da sala de aula

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, Agroecologia, agronegócio, cobertura vegetal, Consciência Verde, educaçao, Pesquisa, Piraí Sementes, Recuperação de solos, Sustentabilidade por Admin em 08 de dezembro de 20175 Comments »
Profº José Avelino (à esquerda) e um dos alunos que trabalham no projeto agroecológico.

Profº José Avelino Cardoso (à esquerda) é o responsável pelas práticas agroecológicas no IFAM

Temos hoje mais um episódio do projeto de Doação de Sementes para Adubação Verde da nossa adubadora, Sementes Piraí. E este veio diretamente da região norte, mais precisamente do Instituto Federal do Amazonas (IFAM). O relato é do Professor José Avelino Cardoso, mineiro de nascença, criado no semiárido baiano e formado pela Escola Agrotécnica Federal de Guanambi (BA) como Técnico Agropecuário.

Sua trajetória de formação profissional passou também pela Universidade Estadual da Bahia em Barreiras, onde se formou Engenheiro Agrônomo.  E em Brasília se tornou mestre em Agronomia pela UnB. Passou seu conhecimento como professor por dois anos no Instituto Federal do Tocantins em Dianópolis e atualmente, reside e trabalha em Lábrea, Amazonas, como professor efetivo de Agricultura no Instituto Federal do Amazonas.

Em entrevista, ele nos conta como a adubação verde vai contribuir para as ações desenvolvidas pelo IFAM e direcionadas por ele sobre a produção agroecológica. Confira:

Adubar o Futuro: Como você desenvolveu o projeto? Qual o seu intuito? Qual o retorno que você já percebeu?

Profº José Avelino: Observando a realidade da região onde atuo como profissional, percebo que o desenvolvimento e disseminação de tecnologias agroecológicas é de extrema importância. O nosso intuito é formar bancos de sementes, realizando o plantio constante, que servirá para exposição aos alunos e aos interessados na técnica agroecológica. Dessa forma, com a distribuição de sementes e a condução de experimentos, pretendemos disseminar tecnologia agrícola sustentável na região. Observei, até então, que a prática de adubação verde era pouco conhecida e disseminada. Com as primeiras apresentações das sementes já percebemos o interesse dos alunos por essa prática.

AF: Como você conheceu o projeto de doação de sementes? Quais sementes requisitou?

Profº: Por meio de um grupo, formado por pesquisadores em agroecologia, de um aplicativo de mensagem que participo. Fui informado da existência do site. Depois, visitei o site da Sementes Piraí e solicitei as sementes. Foram solicitadas e recebidas 12 espécies de adubos verdes, entre elas: Feijão de porco, Guandu, Crotalária-juncea, Crotalária-spectabilis, Crotalária-ochroleuca, Lablab, Soja-perene, Milheto, Aveia-preta, Mucuna-preta, Mucuna-cinza, Tremoço.

AF: Qual o momento atual do projeto?

Profº: Recebemos as sementes, que foram expostas por meio de cursos aos alunos e produtores. Aproveitamos as condições ideais de solo para o preparo e plantio das espécies e agora, aguardamos a germinação e desenvolvimento.

IFAM_plantiodeadubosverdes_SementesPirai

Plantio dos adubos verdes

AF: Quais as considerações que o senhor já pode mencionar sobre a ajuda da adubação verde com o seu projeto?

Profº: As considerações são diversas e vão além do envolvimento das áreas de pesquisa, ensino e extensão. O uso de espécies de adubos verdes se faz importante no desenvolvimento de pesquisa na região sul do Amazonas, tão carente em tecnologias nessa área, tendo em vista a supressão da matéria orgânica pelas queimadas e consequentemente, a perda da fertilidade do solo.

Na área do ensino nota-se que o conhecimento da técnica de adubação verde existe e pode ser utilizada na nossa região, como também são variadas as espécies que podem ser utilizadas. Já na área da extensão observo que a manutenção de um banco de sementes pode alavancar a agricultura por meio do conhecimento da técnica de adubação verde. Além disso, a posse das diversas espécies que possuímos no nosso campus, sob os nossos cuidados, estão abertos para serem distribuição a todos os interessados, promovendo o compartilhamento de informação e dos resultados.

Obs: se você tem um projeto ou uma pesquisa e quer contar com a ajuda da adubação verde via doação de sementes, tal como o Profº José Avelino fez, contate a Sementes Piraí.

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

5 Responses to “Instituto Federal do Amazonas leva a adubação verde para dentro e fora da sala de aula”

  1. Marcos D Rohden disse:

    Sou professor de ciências agrarias em escola pública, gostaria de saber se a doação de sementes pode contemplar a minha atuação no desenvolvimento de práticas sustentáveis na comunidade onde atuo .

  2. Maria dos Anjos Rohrer Zeraik disse:

    Desejo receber adubação verde do Proijeto de Doação para aplicar em 15 alqueires da min ha propriedade em Ribeirão Bonito- SP, na Fazenda Quatro Marias. Aguardo notícias à respéito. Obrigada. Maria dos Anjos.

  3. koshi okado disse:

    Mais um professor preocupado com a sustentabilidade do nosso País.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>