23set/160

Inovações no setor Sucroenergético: Agrícola, Indústria e Custos

Inserido em Adubar o Futuro, Agricultura, agronegócio, cana-de-açúcar, Canavial, etanol, Informação, Piraí Sementes, Setor Sucroenergético por Admin em 23 de setembro de 2016No Comments »

banner-site-01-01Partilhamos hoje o convite para o evento “Inovações no Setor Sucroenergético: Agrícola, Indústria e Custos”, que será realizado pelo GELQ 2017 (Grupo de Estudos “Luiz de Queiroz”), o Arranjo Produtivo Local do Álcool (APLA) e o Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (PECEGE).

Entre os dias 15 e 16 de dezembro, no Parque Tecnológico de Piracicaba/SP, o evento vai transmitir conhecimentos e difundir tecnologias e inovações do setor para profissionais da área, pesquisadores, produtores e consultores. Seu foco é a cultura da cana-de-açúcar, onde o Brasil não apenas é o maior produtor, como também é o primeiro do mundo na produção de açúcar e etanol.

23set/160

Produção cafeeira em Caconde/SP é a mais barata do país!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, agricultura familiar, Cafeicultura, Colheita, Nematoides, Pesquisa, Piraí Sementes, Sustentabilidade, tecnologia por Admin em 23 de setembro de 2016No Comments »
Cafezal de Érico Penha em Caconde/SP - Imagem: Eder Ribeiro/EPTV/G1.

Cafezal de Érico Penha em Caconde/SP – Imagem: Eder Ribeiro/EPTV/G1.

Produzir café não é uma das tarefas mais baratas dentro do cenário agrícola, porém a cidade paulista de Caconde está trabalhando numa receita de sucesso para a redução de gastos e um dos ingredientes primordiais é a agricultura familiar.

Um estudo executado pela Comissão Nacional do Café da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) junto com a Universidade Federal de Lavras (Ufla) e a Agência de Inovação do Café mapeou pequenas lavouras cafeeiras situadas nos estados do Sul e do Sudeste. Ao todo treze municípios foram pesquisados e Caconde apresentou o menor custo: a saca de 60 quilos possui valor de R$ 290. Já o custo médio no país é de R$ 373.

Além da agricultura familiar, a utilização de novas técnicas de manejo são responsáveis pelo barateamento produtivo.

22set/160

Nematoides x cana-de-açúcar de primeiro corte!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, cana-de-açúcar, Canavial, Nematoides, Piraí Sementes, Rotação de culturas, Sustentabilidade, tecnologia por Admin em 22 de setembro de 2016No Comments »
Raízes de cana-de-açúcar atacadas por nematoides do gênero Pratylenchus - Imagem: Slide Player/ Charles Revson de Araújo - IFMT.

Raízes de cana-de-açúcar atacadas por nematoides do gênero Pratylenchus – Imagem: Slide Player – Charles Revson de Araújo/IFMT.

Leila Dinardo, pesquisadora do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), afirma que a análise de solos canavieiros apontam a presença considerável de nematoides. Pela ordem do mais presente, seguem-se:  97% das amostras analisadas têm o nematoide Pratylenchus zeae, 35% o Meloidogyne javanica; 20% o M. incognita e 35% o P. brachyurus. Os números são considerados alarmantes para o setor.

A pesquisadora pontua que os nematoides podem reduzir a produtividade da cana-de açúcar de primeiro corte numa variável de 20 a 30%; podem também diminuir a produtividade das soqueiras entre 10% a 20% por corte, reduzindo o tempo de vida útil do canavial em cerca de um ciclo produtivo. Leila também chama a atenção para a presença dessas pragas em solo arenoso, uma vez que os danos são mais severos do que nos solos argilosos. Isso se deve, provavelmente, a diferença na capacidade de armazenamento hídrico.

Por sua vez, a presença de nematoides é variável segundo a quantidade de água no solo: quando se há bastante, a população aumenta.

20set/160

Adubação Verde contribui com projeto de agricultura sustentável da Universidade Federal do Sergipe (UFS)

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, cobertura vegetal, Crotalária, Nematoides, Pesquisa, Piraí Sementes, Sustentabilidade por Admin em 20 de setembro de 2016No Comments »

Experimentos na cultura do inhame estão em andamento

Produtor e aluno juntos em área de testes com a adubação verde - Imagem: Maria Aparecida

Produtor e aluno juntos em área de testes com a adubação verde – Imagem: Maria Aparecida Moreira

O Projeto de Doação de Sementes para Adubação Verde da Sementes Piraí tem contribuído para #adubarofuturo do ensino e da pesquisa de campo. A Professora Doutora Maria Aparecida Moreira, da UFS, solicitou a doação de sementes de crotalária para viabilizar seu estudo junto à Pró-Reitoria de Pós-graduação e Pesquisa sobre o “Diagnóstico do Cultivo e Técnicas de Manejo para a cultura do Inhame em Malhador/SE, visando o Controle de Nematoide e Qualidade do Inhame”.

A Professora explica que conheceu a Sementes Piraí pelo Google e encontrou no projeto de Doação de Sementes para Adubação Verde, a oportunidade que viabilizaria seu estudo com a prática de campo. O projeto está acontecendo graças à soma de esforços da universidade e dos produtores. A doação de sementes de Crotalária-juncea e Crotalária-spectabilis está possibilitando o contato dos produtores de inhame com a técnica da adubação verde.

19set/160

I Seminário de Segurança Alimentar das Regionais da Capital e Grande São Paulo

Inserido em Adubar o Futuro, Agricultura, alimentação, Alimentos Orgânicos, Informação, orgânico, Sustentabilidade por Admin em 19 de setembro de 2016No Comments »

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo convida os interessados para o I Seminário de Segurança Alimentar das Regionais da Capital e Grande São Paulo.

Mais informações abaixo:

unnamed

Lembrando que a confirmação de presença só é possível pelo e-mail: consea@consea.sp.gov.br

19set/160

Aprimorando a agricultura familiar Pantaneira!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, agricultura familiar, Pesquisa, Sustentabilidade por Admin em 19 de setembro de 2016No Comments »
Imagem: Nicoli Dichoff/ Embrapa.

Sistema Agroflorestal em estudo – Imagem: Nicoli Dichoff/ Embrapa.

Estudar para aprimorar! Esse é o lema da Embrapa Pantanal para aperfeiçoar a agricultura familiar da região. A empresa levou algumas de suas variedades com boas características agronômicas e cultivares biofortificadas para testá-las na região, objetivando a seleção das mais adaptadas para um futuro sistema agroflorestal.

A Embrapa mantém uma unidade experimental na região, onde um sistema com mudas de mogno, moringa, feijão e mandioca está em observação. Tal composição apresenta um modelo de sistema agroflorestal, sendo o feijão a parte herbácea, a moringa o arbusto e o mogno, o componente florestal. Dessa forma, incluindo a mandioca, cada componente explora um extrato diferente do solo e assim, os pesquisadores terão informações necessárias para avaliar a viabilidade dessa opção de sistema agroflorestal.

15set/160

Saiba qual crotalária escolher para rotação de culturas e adubação verde

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, Algodão, Cafeicultura, cana-de-açúcar, Hortaliças, irrigação, Milho, Nematoides, Piraí Sementes, Recuperação de áreas degradadas, Sustentabilidade por Admin em 15 de setembro de 2016No Comments »

____________________________________________________________________

Obs: O texto de hoje é uma reprodução integral do excerto de Naiara Araújo, da SF Agro. Agradecemos e creditamos a Naiara todo o conteúdo textual postado abaixo.

_____________________________________________________________________

Além de controlar a incidência de nematoides nas lavouras, o cultivo da espécie correta é vantajoso para o solo 

A Crotalária-juncea, por exemplo, é indicada para a cultura de cana-de-açúcar - Imagem: Sementes Piraí.

A Crotalária-juncea, por exemplo, é uma das Crotalárias indicadas para a cultura de cana-de-açúcar – Imagem: Sementes Piraí.

A rotação de culturas com crotalária é uma alternativa interessante para muitos produtores. Além de controlar a incidência de nematoides nas lavouras, essa prática traz muitos benefícios, como cuidado e proteção do solo, controle de ervas daninhas e recuperação de áreas degradadas. Segundo Donizeti Carlos, engenheiro agrônomo e diretor da Sementes Piraí, muitos agricultores ainda têm dúvidas sobre qual variedade de crotalária escolher para a rotação de culturas.

O cultivo de crotalárias é uma técnica de adubação verde e apresenta feitos positivos desde o primeiro plantio, mas a situação melhora ainda mais a longo prazo. “A eficiência no controle será maior se o produtor for repetindo anualmente o preparo do solo com crotalárias nas janelas da safra e fazendo essa rotação. Ele sempre terá ganhos”, diz Donizeti Carlos. O cultivo de crotalária pode ser feito antes da safra de verão, na segunda safra e em consórcio com algumas culturas, como milho, milheto e braquiária.

A adubação verde se popularizou nas últimas temporadas. Na safrinha deste ano, o engenheiro agrônomo acredita que cerca de 300 mil hectares de milho foram plantados em consórcio com crotalárias, principalmente no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia e Goiás. O plantio das espécies é simples. A orientação é que a semeadura da crotalária seja feito a lanço, em áreas já dessecadas para controle das ervas daninhas e tigueras da cultura anterior. Elas devem ser levemente incorporadas, de dois a três centímetros de profundidade, com correntão ou grade niveladora. Confira as dicas para escolher a crotalária mais adequada para a fazenda.

14set/160

Águas Formosas/MG dá o exemplo no quesito proteção das águas!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, Água, Consciência Verde, educaçao, Meio Ambiente, Recuperação de mananciais, Recuperação de solos, Recursos hídricos, Sustentabilidade por Admin em 14 de setembro de 2016No Comments »
Registro da ação mais recente do projeto de recuperação e revitalização do Córrego, em Águas Formosas - Imagem: Emater - MG.

Registro da ação mais recente do projeto de recuperação e revitalização do Córrego da Mutuca, em Águas Formosas – Imagem: Emater – MG.

Preservar o meio ambiente significa cuidar para que a fauna e a flora possam se desenvolver com segurança e qualidade e isso inclui, claro, os mananciais. Uma vez com vegetação existente, as nascentes e os caminhos da água tem passagem livre parar correr. Pensando a nisso a Emater – MG resolveu atuar em prol do meio ambiente da região de Águas Formosas, mais especificamente no Vale do Mucuri, por meio do projeto de revitalização do córrego da Mutuca.

O projeto já acontece desde o início do ano e é o resultado da cooperação entre os técnicos da Emater e os produtores rurais. A recuperação do córrego é de suma importância para manter ativo o Rio Pampam, principal manancial da cidade. A Emater apresentou várias técnicas que contribuem para a conservação ambiental e em algumas propriedades foram instaladas unidades demonstrativas.

13set/160

Sementes Piraí disponibiliza catálogo técnico de reforma e implantação do canavial com adubação verde

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, Biomassa, cana-de-açúcar, Canavial, cobertura vegetal, Informação, Pesquisa, Piraí Sementes, Setor Sucroenergético, Sustentabilidade por Admin em 13 de setembro de 2016No Comments »

Conteúdo reúne informações sobre o uso da adubação verde na renovação ou implantação de canaviais

release_catalogo_tecnico_canaviavel_sementespirai

A Sementes Piraí, empresa que há mais de 40 anos atua para o desenvolvimento econômico e sustentável das atividades agrícolas por meio da adubação verde, lança o catálogo técnico exclusivo para o setor canavieiro. Trata-se do catálogo técnico Canaviável, material que reúne todas as instruções que o setor necessita saber para utilizar a adubação verde na reforma ou implantação do canavial.

O catálogo apresenta como a adubação verde atua de forma sustentável na cultura, proporcionando o aumento da produtividade nas áreas já cultivadas e também nas novas áreas de produção. A técnica atende as necessidades do setor, viabilizando a atividade nos aspectos econômico e ambiental.

Abaixo, alguns dos benefícios que a adubação verde oferece para a cultura de cana-de-açúcar e que estão presentes no catálogo:

12set/160

Olho vivo contra os nematoides na próxima safra de soja!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, Meio Ambiente, Nematoides, Piraí Sementes, Rotação de culturas, Soja, Sustentabilidade por Admin em 12 de setembro de 2016No Comments »
Imagem: RR Rufino/Embrapa.

Raiz de soja atacada por nematoides – Imagem: RR Rufino/Embrapa.

Atenção sojicultor, nosso recado é integralmente destinado à sua próxima safra: o alerta contra os nematoides são de especialistas que estudam o “tamanho” dos danos causados por essas pragas e sua principal recomendação é estar de olho bem vivo, atento a possível presença desses “vilões” no solo. Segundo os pesquisadores a análise de nematoides no solo é uma ação importante para prevenção ou controle.

O Dr. Claudinei Lima, engenheiro agrônomo e professor, pontua que a presença de nematoides no solo é praticamente imperceptível e se não for diagnosticada a tempo e controlada, a área de plantio pode até ser inviabilizada. A ação dessas pragas só é realmente sentida, quando percebe-se o péssimo desenvolvimento das plantas e nesses casos, pouco há para se fazer. Portanto, a análise é a melhor prevenção, afirma.

O professor explica que a disseminação dos nematoides também é difícil de ser controlada,

12set/160

Produtores cariocas aprendem sobre o controle de pragas!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, agricultura familiar, Agroecologia, educaçao, Meio Ambiente, Piraí Sementes, Sustentabilidade por Admin em 12 de setembro de 2016No Comments »
Imagem: Liliane Bello/Embrapa.

Imagem: Liliane Bello/Embrapa.

A Embrapa Agrobiologia esteve atuando, no início de julho, junto aos produtores familiares da região rural de Seropédica e Paracambi, Rio de Janeiro, para ensiná-los sobre a identificação e o manejo correto para o controle de pragas. Movidos pela falta de conhecimento dos agricultores sobre o reconhecimento de insetos benéficos ao controle biológico, cerca de 30 técnicos extensionistas trabalham na capacitação.

A ação é parte integrante do curso Planejamento, implantação e manejo de sistemas integrados de produção agroecológica, ministrado pelo Programa Rio Rural. A Embrapa atua na parceria como frente de instrução. O módulo de controle de pragas contou com uma aula teórica que detalhou os insetos benéficos e os “vilões” das produções. Após as explicações os produtores forem levados a campo para praticar os conhecimentos adquiridos.

O curso tem capacitado os agricultores sobre boas práticas produtivas, baseadas na agroecologia, desde março. E os módulos já apresentaram temas como adubação verde, produção de mudas de hortaliças orgânicas e fruticultura orgânica.

9set/160

15º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, educaçao, Informação, Meio Ambiente, Pesquisa, Piraí Sementes, plantio direto, Sustentabilidade, tecnologia por Admin em 09 de setembro de 2016No Comments »
Imagem: Divulgação.

Imagem: Divulgação.

Goiânia foi a cidade escolhida para sediar a 15º edição do Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha. O evento será realizado entre os dias 20 e 22 deste mês no Centro de Eventos da Universidade Federal de Goiás (UFG) – Campus Samambaia. A realização fica por conta da Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (Febrapdp), da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Embrapa Arroz e Feijão.

Reunindo público de pesquisadores, professores, alunos de agronomia, técnicos e extensionistas rurais, produtores e consultores de todo o Brasil, o Encontro norteará seus trabalhos enfocando o temaPalha, Ambiente e Renda”. Serão apresentados as ações de pesquisa e prática referentes aos sistemas de produção agrícola, meio ambiente e geração de renda. Outros subtemas abordarão diversificação de espécies agrícolas e a minimização do intervalo de tempo entre colheita e semeadura.

Miguel Daoud, analista financeiro do Canal Rural, será o responsável pela conferência de abertura “oportunidades e desafios do agronegócio“. Durante o eventos seis painéis serão apresentados: correção de solo e matéria orgânica para implementação do plantio direto; situação do SPD no Brasil; sistema de plantio direto e os sistemas integrados de produção; boas práticas e racionalização de insumos na agricultura; manejo da biologia em agroecossistemas; manejo de estresse hídrico em lavouras com alta tecnologia.

8set/160

Agricultura familiar ganha novo estímulo para produzir!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, agricultura familiar, alimentação, Milho, Sustentabilidade por Admin em 08 de setembro de 2016No Comments »
As produções de milho, feijão e arroz, além do leite, são beneficiados pelo novo incentivo do governo - Imagem: Divulgação/Cláudio Bezerra/ Globo Ecologia.

As produções de milho, feijão e arroz, além do leite, são beneficiados pelo novo incentivo do governo – Imagem: Divulgação/Cláudio Bezerra/ Globo Ecologia.

Sempre abordamos aqui ações que estão estimulando o desenvolvimento da agricultura familiar pelo país afora. Dessa vez, a boa nova é de âmbito nacional e marcou o início da safra 2016/17 e também do plano safra da agricultura familiar, em 1º de julho.

Trata-se do incentivo do governo, por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, em disponibilizar cerca de 30 bilhões de reais para créditos agrícolas destinados à produção familiar.

Espera-se dessa forma incentivar os pequenos e médios produtores a produzir mais e em especial, produzir alimentos com destino à cesta básica como arroz, feijão, milho e leite. Tais produtos receberam um incentivo a mais, uma vez que seus juros de custeio caíram para 2,5% ao ano.

8set/160

Novos caminhos para os rejeitos de minério da Samarco!

Inserido em Adubar o Futuro, Água, Bioma, Consciência Verde, Meio Ambiente, Pesquisa, Recuperação de áreas degradadas, Recuperação de mananciais, Recuperação de solos, Recuperação Florestal, Recursos hídricos, Sustentabilidade, tecnologia por Admin em 08 de setembro de 2016No Comments »
O Rio Gualaxo do Norte é um dos beneficiadas pela execução de projetos sustentáveis que deem destino aos rejeitos de minério - Imagem: Leandro Couri/EM/ DA Press).

O Rio Gualaxo do Norte é um dos beneficiados pela execução de projetos sustentáveis que aproveitem os rejeitos de minério – Imagem: Leandro Couri/EM/ DA Press).

Soluções sustentáveis são o caminho para o aproveitamento das milhões de toneladas de rejeitos de minério provenientes do rompimento da barragem de Fundão, pertencente à Samarco, em novembro passado. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fepamig) indicou que o material pode ser aproveitado na construção civil, na fabricação de tijolos, blocos, pisos, entre outros materiais.

A Fepamig tem trabalhado buscando iniciativas sustentáveis para o aproveitamento dos rejeitos, minimizando assim o impacto ao meio ambiente, permitindo que ele possa se reconstruir mais rapidamente. Desde abril, com a abertura de uma chamada pública, a instituição recebeu mais de 150 projetos dos quais 29 foram encaminhados para contratação. Para sua execução um aporte de quatro milhões de reais será necessário.

Dos 29 projetos submetidos à contração, seis atendem a temática de Recuperação do Solo, sete sobre Recuperação da Água, oito na Recuperação da Biodiversidade e na linha de Tecnologias Sociais.

6set/160

Código Florestal, o site que ajuda a #adubarofuturo!

Inserido em Adubação Verde, Adubar o Futuro, Agricultura, Bioma, Informação, Meio Ambiente, Pesquisa, Piraí Sementes, Sustentabilidade, tecnologia por Admin em 06 de setembro de 2016No Comments »
Imagem: Código Florestal (hot site).

Imagem: Código Florestal (hot site).

Você deve ter estranhado a menção de “Código Florestal” como um site, não? Mas é isso mesmo! Desde o último dia 27 a Embrapa colocou online um novo site que reúne estratégias de recuperação, catálogos de espécies e contatos de fornecedores de mudas e sementes. Tal ferramenta foi batizada de “Código Florestal: contribuições para adequação ambiental da paisagem rural” e apresenta todas as ações desenvolvidas pela Embrapa e seus parceiros no tocante à proteção vegetal.

Além disso, o site mostra de forma lúdica a Lei de Proteção da Vegetação Nativa – legislação que ficou conhecida como novo “Código Florestal”. O conteúdo reúne várias temáticas como as experiências em restauração, as boas práticas agropecuárias, a indicação das espécies nativas por biomas, os viveiros de produção de sementes e mudas, as soluções tecnológicas e compila as publicações da Embrapa e demais instituições.

Cada aba do site possui abordagens que variam da mais básica a mais complexa, norteando o passo-a-passo de cada ação que o produtor desejar fazer.